Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Denise Steiner

Por DERMATOLOGIA Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp
Continua após publicidade

Motivos para hidratar a pele em qualquer época do ano

Mesmo as peles oleosas devem ser hidratadas todos os dias

Por Denise Steiner
Atualizado em 1 fev 2023, 11h00 - Publicado em 18 jul 2019, 10h00

A pele é chamada de barreira cutânea e funciona como um escudo de proteção para o nosso organismo. Porém, esse escudo não é inerte, mas sim altamente interativo.

A pele é uma barreira física semelhante a um envelope, uma barreira de homeostase que faz trocas ativas com o meio exterior e também uma barreira imunológica que nos protege de agressões por microrganismos e outros.

Hidratar a pele não é somente beber água diariamente, mas sim manter a mesma no lugar certo com o equilíbrio e funcionalidade corretas. Muitas situações favorecem a desidratação da pele como sol, vento, poluição, idade avançada, medicações, detergentes, solventes, sudorese entre outros.

A pele está em constante movimento produzindo células, lipídeos, fatores de hidratação natural. A camada mais externa da pele, chamada extrato córneo, descama constantemente e suavemente para manter a espessura equilibrada. As peles muito grossas ou muito finas têm problema de desidratação.

Os cuidados básicos com a pele são: limpeza, hidratação e fotoproteção. Esses produtos devem ser específicos para cada tipo de pele, local do corpo e idade da pessoa. Além disso, quando houver uma alteração como acne, rosácea, eczema, a escolha do produto também deve ser direcionada para isso.

Continua após a publicidade

Havia um conceito errado que peles com acne não precisariam ser hidratadas por já serem muito oleosas. Hoje, já está estabelecida que uma coisa não tem nada a ver com a outra, pois a falta de hidratação deixará a pele com acne ainda mais irritada e inflamada.

Existem dois tipos de hidratantes. Eles podem ser oclusivos e não oclusivos ativos e passivos. O hidratante oclusivo passivo funciona como uma barreira mecânica que impede a evaporação da água. A formulação desses hidratantes pode conter: óleos, vaselina, alantoina, petrolato entre outros.

Os hidratantes não oclusivos também podem ser ativos e passivos. O passivo é aquele que penetra na pele e puxa a água para si. Nesse caso podemos citar como exemplo os óleos minerais, o carbopol e silicones. No caso dos hidratantes não oclusivos ativos, além de reter a água, eles contribuem para o reequilíbrio da produção de lipídeos. Podemos citar como exemplo: glicerol, sorbitol, ureia, ácido hialurônico entre outros.

A pele necessita de hidratação todos os dias para que possa funcionar adequadamente, mantendo sua excelência em proteção.

Continua após a publicidade

Leia mais: Qual a diferença entre preenchimento e toxina botulínica?

Síndrome de burnout – Izabella Camargo conta a sua história no podcast Senta Lá, CLAUDIA

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.