CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Feliz Covid Novo

"No dia em que resolvi fazer o exame em uma clínica na Gávea achei que estava no Rock in Rio da vacina", escreve Kika Gama Lobo

Por Kika Gama Lobo Atualizado em 6 jan 2022, 10h29 - Publicado em 5 jan 2022, 19h16

Sim, eu estou reinfectada…. E olha que não fui pra Milagres, Trancoso ou Floripa. Fiquei na jequice de casa pro calçadão aqui na Avenida Atlântica no Rio de Janeiro. Réveillon de 15 minutos assistindo aos fogos de máscara, álcool em gel, distanciamento de léguas e mesmo assim, pá. Mas digo uma coisa, vai ser manada. No dia em que resolvi fazer o exame em uma clínica na Gávea achei que estava no Rock in Rio da vacina, no Maracanã da testagem.

Veja também: É diferente: saiba identificar os 5 sintomas da nova variante Ômicron

Tinha muita, mas muita gente na fila. A maior parte jovens. Euzinha, cabeleira branca, ganhei da atendente logo um up grade. Devem ter pensado: essa vai piorar. E careca de me proteger da influenza e do vírus chinês de Wuhan, já fui logo pedindo oxímetro, tomografia dos pulmões, exame de sangue completo e é claro testagem do vírus. Isso tudo levou cinco longas horas. Mas como diz meu marido, sentada na poltrona de couro do local, com ar condicionado, cafezinho e água grátis.

Praticamente me senti em Dubai. Mas acompanhando os atuais telejornais, a situação pelo Brasil é de lascar. Pra quem não tem plano de saúde então… Deus me livre. Aliás, o melhor investimento em tempos de moléstias graves, é uma boa cobertura de saúde. Isso que a minha é tipo a mais simples das medianas mas vale ouro nesses tempos sanitários. E já pulo um mês e chego ao Carnaval 2022. Vamos a algumas sugestões básicas. Com os blocos de rua cancelados no Rio, monte sua festinha em casa mesmo. Fantasia de médico de CTI ou de mulher árabe de algum credo ultra conservador. Biquíni? Nem pensar.

Fantasia que use as mãos, nunca mais. Nem vale a enfermeira sexy. Quero ver a criatividade do povo no quesito alegoria Omicrom, Delta, Flurona. E lembrando as mais de 600 mil mortes vai ficar estranho cair na folia como se não houvesse amanhã. Já sei. Vou fazer o que venho vivendo nesses dois anos. Selecionar blockbusters na Netflix, ler uns cinco livros que me olham na prateleira e aproveitar para colocar o sono em dia. Alá, Alá meu bom Alá…..

Estar vivo é com certeza o melhor enredo de todos. Vacina no braço, comida no prato e Feliz Covid  pra você que me lê. 

Continua após a publicidade

Publicidade