CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Conheça Wally Funk, a pessoa mais idosa a se tornar astronauta

“Adoro fazer coisas que ninguém fez antes”, afirmou a aviadora de 82 anos

Por Da Redação Atualizado em 6 jul 2021, 19h23 - Publicado em 6 jul 2021, 19h07

Em 1961, a aviadora Wally Funk, 82 anos, integrou o Mercury 13, um programa espacial norte-americano para testar as habilidades de mulheres astronautas.

A equipe passou em todas as provas com desempenho superior ao da equipe masculina, mas o governo na época decidiu mantê-las em terra. Ela foi uma das pioneiras na aviação e uma das melhores alunas do projeto, cancelado pelo machismo nas instituições estadunidenses.

Com isso, Wally, não tinha realizado o sonho de se tornar astronauta. Porém, um convite que recebeu de Jeff Bezos, fundador da Amazon, no último dia 1º, transformou a sua vida.

Ela foi convidada para integrar a equipe do primeiro voo tripulado da Blue Origin, programado para o próximo dia 20. Após mais de 60 anos, Wally será a pessoa mais idosa a viajar para fora do planeta. “Ninguém esperou mais do que ela”, escreveu o magnata em suas redes sociais.

Wally Funk
El País/Mark Ralston/AFP/Reprodução

“Você está em gravidade zero durante quatro minutos, desce, aterrissa suavemente na superfície do deserto, abre a comporta e sai. Qual é a primeira coisa que você diz?”, propõe Jeff à aviadora, em um vídeo postado nas redes sociais. Animada, ela responde: “Querido, é a melhor coisa que aconteceu na minha vida!”.

Na publicação, Wally contou também mais detalhes sobre os testes do Mercury 13. “Eles me disseram que eu havia feito o trabalho mais rápido e melhor do que qualquer um dos homens”, contou. Ainda assim, ela foi impedida de viajar na época.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Jeff Bezos (@jeffbezos)

Apesar do fim do projeto Mercury 13, Wally não parou de correr atrás de seus sonhos. Ela sempre se voluntariou para atividades espaciais na NASA, desde que a agência permitiu a participação de mulheres, em busca de realizar seu maior sonho de vida.

Quando tinha nove anos, a astronauta, que nasceu em Taos, uma pequena cidade em Novo México, teve sua primeira aula de voo e já se apaixonou pela aviação. Na escola, o machismo também a privou, já que foi proibida de estudar mecânica, aula que era reservada apenas aos homens.

Apesar de diversos problemas no caminho, Wally se formou na Universidade Estadual de Oklahoma e obteve sua licença de pilota. Hoje, a aviadora acumula mais de 19 mil horas de voo registradas e já ensinou sobre aviação para mais de 3 mil estudantes. “Adoro fazer coisas que ninguém fez antes”, contou..

Além dos dois, viajarão também Mark Bezos, irmão de Jeff, e o vencedor do leilão por um acento no foguete New Shepard, comprado por 28 milhões de dólares, equivalente a 151 milhões de reais. O voo suborbital não chegará a dar uma volta completa ao redor da Terra e terá onze minutos de duração total, sendo quatro deles com sensação de gravidade zero.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade