Start-up afroempreendedora busca financiamento coletivo

Doações ajudarão a custear a manutenção da empresa Diaspora Black em um programa de aceleração empresarial em São Paulo

De acordo com uma pesquisa da Universidade Harvard, os negros têm 16% menos chances de serem aceitos ou de receberem hóspedes via plataforma de turismo de experiência. Essa exclusão vem das próprias plataformas de hospedagem, que restringem anúncios vindo de pessoas negras.

Pensando em mudar essa realidade, a Diaspora.Black, composta pelo designer André Ribeiro, o jornalista Antonio Luz e o idealizador da rede Carlos Humberto, é uma plataforma criativa de interessados na cultura negra. A start-up, que é focada em viagens, disponibiliza alojamentos e hotéis somente direcionados ao conteúdo afro.

Leia mais: Negócios do bem – empreendedorismo social traz satisfação e dinheiro

Ao se cadastrar, o usuário escolhe a data de entrada, saída e o local, tornando-se parte de uma rede global de viajantes que compartilham seus espaços e experiências. É possível também se cadastrar como o próprio anfitrião, publicando o anúncio da sua hospedagem na plataforma.

Afim de expandir ainda mais essa rede, a Diaspora foi escolhida para fazer parte da primeira turma no programa de aceleração empresarial promovida em São Paulo pelo Facebook e pela Artemísia – organização sem fins lucrativos guiada para potencializar uma nova geração de negócios e pioneira no apoio a projetos de impacto social no país.

Leia mais: Ketty Valêncio cria livraria focada em autores afro-brasileiros

Para participar do programa de aceleração da Artemísia em São Paulo, a organização precisará de, inicialmente, R$ 35 mil. Ao todo, durante os seis meses de curso oferecido, o total esperado para arrecadação é de R$ 58,6 mil para cobrir toda a alimentação, hospedagem, alojamento e transporte.

“Participar desse programa abre uma oportunidade única de visibilidade, qualificação e investimento para todo o mercado afroempreendedor”, afirma Carlos Humberto.

É possível contribuir através da Catarse, plataforma de financiamento coletivo onde a empresa disponibilizou a “vaquinha virtual”

Leia mais: Empreendedoras e inspiradoras – as brasileiras nos negócios

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s