CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Seis erros do cabelo cacheado

Falta de hidratação, forma de pentear inadequada e distribuição desigual de leave-in nas mechas são alguns dos erros mais frequentes que as cacheadas cometem. A expert Heloísa Assis, a Zica, ensina a driblar essas falhas.

Por Melissa Vaz Atualizado em 15 jan 2020, 09h46 - Publicado em 20 jan 2014, 21h00

Débora Nascimento tem um dos cabelos cacheados mais desejados da televisão
Foto: AgNews

Você nunca está satisfeita com seus cachos? Saiba que alguns pequenos cuidados podem fazer toda a diferença e são capazes de devolver brilho, maciez e definição a seus fios. Quem dá as dicas é a cabeleireira Heloísa Assis, a Zica, dona do Instituto Beleza Natural, especialista em cabelos crespos e ondulados.

Falta de hidratação

Hidrate sempre, de preferência toda vez que lavar os cabelos. Tem preguiça? Apele a ampolas de tratamento e máscaras de reconstrução rápida e intensiva próprias para usar no banho. Deixe agir por alguns minutos enquanto se ensaboa.

Aplicação incorreta de leave-in

Quer garantir controle de volume e frizz? “Umedeça os fios e aplique cremes de pentear todos os dias”, conta Zica. Outro ponto importante é não colocar a mão nos cabelos até que eles estejam completamente secos, já que a oleosidade natural das mãos prejudica a formação dos cachos. Tenha também o cuidado de distribuir o produto igualmente em todo o cabelo.

Pente e escovas inadequados

Quem é do time das crespas e cacheadas deve deixar as escovas bem longe do alcance. Invista em pentes com dentes verticais, amplos e espaçados, que não desmancham os cachos e evitam a quebra dos fios.

Presilhas e elásticos desencapados

Escolha sempre acessórios envoltos em tecido para não repuxar nem arrebentar os fios. “Cabelos crespos têm pouca elasticidade e se partem com facilidade”, destaca Zica.

Tintura + relaxamento

A combinação resseca os fios e pode causar quebra. Quer arriscar mesmo assim? Faça os tratamentos em um salão e dispense tintas com amônia; tonalizantes leves são a melhor opção.

Lavar o cabelo à noite

Só lave os fios antes de dormir em raras exceções. Mesmo quem faz uso do difusor corre o risco de fragilizar as raízes do cabelo, que nem sempre secam. “Além disso, o travesseiro mantém uma temperatura ideal para a proliferação de fungos no couro cabeludo”, finaliza Zica. 

Continua após a publicidade

Publicidade