Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Rachel Jordan Especializada em imagem, comportamento e protocolos internacionais, Rachel Jordan é consultora, instrutora, palestrante e ministra cursos e workshops por todo o Brasil sobre imagem e comportamento no ambiente profissional

Como manter-se relevante em momentos de crise

Quando o mercado parecia melhorar, veio a pandemia. Concentre-se e busque um ponto positivo nesse cenário de desolação

Por Rachel Jordan - 6 abr 2020, 11h50

O mercado de trabalho começava a apontar sinais de melhora, após uma recessão de quase dois anos, quando fomos surpreendidos pela pandemia do novo coronavírus. Com o avanço rápido da doença em todo país, a economia acusou o golpe. Muitas empresas se viram obrigadas a dar férias coletivas e outras deflagraram o processo de demissões.

Mais uma vez o fantasma do desemprego voltou a ocupar nossos pensamentos e a causar preocupação e ansiedade. Como ser relevante no mercado nesse momento de cortes e dificuldades? A primeira resposta – e talvez uma das partes mais difíceis – é: mantendo o equilíbrio. Só com essa tranquilidade conseguiremos colocar em prática ações que podem ressaltar nossos potenciais ou abrir novas frentes no mercado.

Que o momento é preocupante nós sabemos. Mas agora, minha gente, é hora de arregaçar as mangas e demonstrar que podemos fazer a diferença durante a crise. Invista em novos aprendizados, isso certamente chamará a atenção do seu gestor. Com novos trunfos, você poderá apresentar soluções que são importantes para a empresa neste momento.

Se foi dispensada e não sabe por onde começar, uma vez que sua área de atuação está saturada, a solução é descobrir novas habilidades. Num momento de turbulência, o mercado funciona como uma gangorra. Algumas profissões ficam em segundo plano enquanto outras ganham relevância. Estamos vivendo essa situação com a pandemia. Dirija seu olhar para os nichos de mercado que estão abrindo novas oportunidades.

Continua após a publicidade

Concentre-se e busque um ponto positivo nesse cenário de desolação. Assim você terá energia e determinação para passar pela tempestade protegida e de cabeça erguida. Quer saber mais algumas dicas para não deixar a peteca cair? Veja abaixo alguns insights que vão ajudá-la a vencer mais essa batalha.

1 – Pense em habilidades que vão ajudar a turbinar seu currículo, seja na empresa em que trabalha ou na busca de uma vaga. Que tal aprender uma nova língua como inglês ou espanhol? Vários cursos, ou até professores particulares, reduziram seus preços ou estão oferecendo aulas online grátis.

2 – Pesquise áreas que estão em alta nesse momento e faça especializações de curto prazo à distância. Essa escolha pode ser o passaporte para uma guinada na carreira.

3 – Se continua empregada, é hora de ressaltar suas qualidades. O esquema de home office pode ser uma ótima oportunidade para demonstrar que você está pronta para atuar em qualquer situação.

Continua após a publicidade

4 – Gerencie seu tempo entre as obrigações domésticas, filhos e trabalho. Mesmo em casa, manter uma boa imagem é fundamental. Não apareça de qualquer maneira numa videoconferência com seu gestor ou pares e tente propor soluções criativas.

5 – Lembre-se de que hoje o profissional que tem capital emocional e ético pode fazer a diferença na manutenção do emprego ou em uma nova contratação. Saber conviver e superar diferentes níveis de pressão fará de você um profissional diferenciado nessa crise. Mas lembre-se que a saúde mental é o seu maior foco neste momento. Cuide dela e não deixe que nada ultrapasse o limite para pressionar um bom estado emocional. Lembra da primeira dica? Precisamos manter o equilíbrio neste momento delicado.

Publicidade