CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS
Rodrigo Cintra Cabeleireiro há 27 anos, é um dos profissionais mais respeitados na área da beleza. Está há 15 anos na TV, sendo 11 deles como co-apresentador do programa Esquadrão da Moda (SBT). Também já comandou o reality Guerra das Tesouras. Foi eleito por diversas vezes como o melhor cabeleireiro do Brasil.

5 passos para fazer a transição capilar e manter autoestima

O sonho e o drama de quem fez química e agora deseja voltar ao seu cabelo natural

Por Rodrigo Cintra Atualizado em 2 jul 2021, 13h50 - Publicado em 2 jul 2021, 13h46

Muitas desejam começar o processo de transição capilar, porém, já ouvi clientes relutantes. Me dizem que a transformação leva tempo. E leva. O cabelo cresce cerca de um centímetro por mês. Só paciência não basta. Concorda? Eu sei que chega um dia que você não aguenta e vai para o salão pedir: alisa. O que você precisa é de aliados até chegar ao Big Chop. Vem ver:

Disfarce a raiz

Nos primeiros meses você pode continuar secando a raiz, para ela ficar parecida com o cabelo natural. No comprimento e pontas, vale usar produtos para ativar os cachos e até um gel. Outra forma de disfarçar: use lenços ou faixas, principalmente aquelas que ficam próximo a testa. O coque e o rabo de cavalo contribuem para essa fase, quando existem duas texturas. Se tiver os fios muito longos, como a ex-BBB e atual participante de No Limite, Paula Amorim, pode apostar em trança de raiz. Ficou incrível. Lembre-se que a manutenção é importante para esse penteado.

View this post on Instagram

A post shared by Paula Amorim (@paulaamorim)

Como controlar o frizz?

Além da diferença de texturas, o que pode incomodar é o frizz, que pode ser formado por vários fatores: crescimento desordenado, quando o cabelo cai e cresce muito (geralmente quando os hormônios estão desequilibrados); quebra por tração de elástico ou escova, inclusive aquelas que usam rotação; o excesso de calor do secador e a chapinha.

Dica: use óleo. Existem vários. Gosto muito das opções com argan e macadâmia, que fazem esse fio ficar mais pesado. Você pode pentear, como de costume, e aplicar gel nos pontos com frizz, para minimizá-los.

Continua após a publicidade

Baby hair fashion

Aquele cabelinho que está nascendo e fica, principalmente, na testa e nas laterais, é chamado de baby hair. Muitas famosas estilizam para que eles apareçam mesmo. Basta usar um gel com um pente ou uma escova de dentes e deixá-los ondulados ou em forma de cachos. Algumas não gostam, então pode aplicar o gel e tentar “grudá-lo” no cabelo. Muitas vezes ele é tão rebelde, que não fixa. Neste caso, indico o uso de faixas para tirar aquele aspecto espetado que ele provoca.

Texturas diferentes pedem produtos diferentes

Durante a transição tenha um produto para cabelo liso/quimicamente tratado e outro para cabelo crespo. São fios com necessidades diferentes. Vale usar a linha toda (shampoo, condicionador e máscara).

E, por fim, o Big Chop

Quem já esperou ou quem não quer esperar pode partir para o Big Chop, o corte que tira toda química dos fios. Vai depender do seu gosto e do seu estilo. Muitas optam pelo pixie, como a atriz Sanaa Lathan, que inclusive retratou a questão do cabelo perfeito no filme Por um Fio, da Netflix. Quem curte um cabelo mais longo, precisa passar pela transição até chegar a um tamanho que considere ideal para cortar.

View this post on Instagram

A post shared by Sanaa Lathan (@sanaalathan)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade