O que é e como tratar a Hipertrofia Clitoriana

Nossa colunista, a fisioterapeuta e especialista em sexualidade Cátia Damasceno, diz tudo que você precisa saber

Geralmente sempre tem alguma coisinha no nosso corpo que por vezes acaba influenciando na nossa autoestima né?!. Mas o que fazer quando a parte que não gostamos está localizada na região intima? Hoje, o tema da coluna é Hipertrofia Clitoriana, distúrbio que afeta 25% das mulheres no mundo, mas que felizmente tem tratamento.

O que é

Também conhecida como clitoromegalia, esta é uma condição em que as mulheres possuem um clitóris maior que o normal, que é entre 3,7 e 10 mm. O clitóris de mulheres com hipertrofia clitoriana se assemelha a um pênis pequeno.

Nos casos mais pronunciados, a clitoromegalia é um sintoma de intersexualidade e que pode causar dificuldade na identificação do gênero na hora do nascimento. Mas é importante ressaltar que a clitoromegalia não deve ser confundida com o aumento do clitóris produzido durante a relação sexual, que ocorre devido ao aumento do suprimento de sangue por meio da excitação.

Causas

A hipertrofia clitoriana pode ser causada devido a vários fatores. O principal é geralmente uma origem congênita, como um aumento exagerado nos níveis de testosterona e anormalidades hormonais. Também pode estar relacionado aos problemas endócrinos das glândulas supra-renais, além de motivações devida a alterações hormonais, tumores do ovário, hiperplasia adrenal (transtorno do metabolismo hormonal que afeta os órgãos genitais e fertilidade), ou pela administração de esteroides.

Como tratar

O tratamento desta condição é através de cirurgia estética, chamada de clitoroplastia, que tem como objetivo a correção estética do clitóris, redução do seu volume e aumento da sua área de exposição. A cirurgia consiste em remover o excesso de tecido e colocar o clitóris de volta na sua posição correta, reduzindo o seu tamanho e protuberância. Você não deve se preocupar com sua função sexual, uma vez que a sensibilidade erógena é completamente preservada.

Vai embora não! Aproveita e passa pra conhecer o meu canal  no Youtube, somos o maior canal de sexualidade e relacionamentos do mundo e tem MUITO conteúdo gratuito pra você aprender e se desenvolver. 

Leia mais: Os motivos que nos fazem cansar do sexo