Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Invenções da Bettina Desde 1974, Bettina Orrico promove a culinária brasileira em CLAUDIA

Rabada é para os fortes

A carne possui um sabor único que não nega a sua singularidade

Por Texto Bextiz Koch | Cocepção visual Lorena Baroni Bósio | Produção culinária Janaína Resende (Estúdio Fuê) - 4 Maio 2018, 21h09

Antes considerado carne de segunda, o rabo do boi pegou chefs de jeito e ganhou o cardápio de restaurantes consagrados. Para a consultora de gastronomia da CLAUDIA Bettina Orrico, “por ser uma carne que ladeia o osso, a rabada é extremamente saborosa”, conta. Bettina costuma comer o prato sempre quando vai a Bahia, sua terra.

A cozinheira mostra como aproveitá-lo em dois pratos diferentões de sabor marcante, confira!

Rogério Voltan/CLAUDIA

 

Rogério Voltan/CLAUDIA

Leia também: 3 receitas de pudim com sabores criados por Bettina Orrico

Para não errar na hora de preparar as receitas

Rogério Voltan/CLAUDIA
  • “Há quem não use panela de pressão por medo ou puro preconceito. A rabada pode ser feita em um utensílio comum, mas o tempo praticamente quadriplica. Avalie se vale mesmo a pena.”
  • “No açougue, observe a espessura da rabada antes de comprar. Quanto mais grossa, mais carnuda e tenra ela será. Certa vez, já em casa, percebi que tinha comprado uma peça puro osso. Foi tão frustrante; estraga o prato.”
  • “Minha cozinha é cheia de inspirações! Para a versão com ameixa seca, damasco e especiarias, me lembrei dos ensopados japoneses, superagridoces.”
Continua após a publicidade
Publicidade