Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Os riscos de se banalizar a técnica de harmonização facial

São cada vez mais comuns os casos de pessoas que se queixam de ficar com o rosto “desfigurado” após o procedimento

Por Denise Steiner Atualizado em 26 nov 2020, 15h07 - Publicado em 26 nov 2020, 16h00

A palavra harmonização ficou popular, vulgarizada e passou a traduzir modificações faciais que beiram a desfiguração. O uso de preenchedores faciais teve início nos anos 90. Os de ácido hialurônico preconizavam a correção de um sulco ou ruga através da deposição de volume na região tratada.

Com o passar do tempo, o ácido hialurônico também começou a ser usado para volumização, harmonização e reestruturação da face.

A palavra harmonização começou a ser usada para traduzir o procedimento de preenchimento para corrigir sulcos, rugas, falta de volume e falta de contorno facial e harmonia facial. Porém, começou a haver um exagero nestas correções. Os rostos foram se tornando desfigurados, apresentando aparência desequilibrada com bochechas, bocas e mandíbulas extremamente marcadas e sem naturalidade.

Além disso, a mídia tem demonstrado que vários famosos tratados para harmonizar a face não gostaram do resultado facial e se queixam de ficar com o rosto “desfigurado”, “exagerado” e não natural, que pode prejudicar a autoestima.

O procedimento de harmonização facial, que é um preenchimento com ácido hialurônico ou hidroxiapatita de cálcio, depende do conhecimento profundo da anatomia facial, assim como dos produtos utilizados para corrigir os defeitos da face. Ademais, é preciso conhecer o tratamento das complicações que podem acontecer como entupimento de vasos ou alergia aos produtos utilizados.

A harmonização facial, que é um procedimento de preenchimento facial, pode ser extremamente gratificante e ajudar a beleza e saúde da pele. No entanto, quando mal indicada, exagerada ou mesmo errada, pode prejudicar para sempre seu portador.

Escolher adequadamente o profissional, interagir e conhecer o planejamento do que vai ocorrer é extremamente importante para o melhor resultado facial.

A harmonização facial é um procedimento de preenchimento facial com o intuito de deixar a face mais equilibrada, saudável e bonita. A escolha do profissional e o bom entendimento entre este e o paciente é fundamental para um resultado saudável e bonito.

  • Estou com câncer de mama. E agora?

    Continua após a publicidade
    Publicidade