Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Entenda como é feita a harmonização facial e quais suas indicações

O procedimento gera controvérsias, mas, com uma conversa franca entre médico e paciente, os resultados podem ser ótimos

Por Denise Steiner - Atualizado em 8 out 2020, 09h37 - Publicado em 8 out 2020, 12h30

Harmonizar a face do paciente significa respeitar sua individualidade e beleza únicas. A harmonização facial é uma técnica de preenchimento que, como o nome diz, pretenderia tornar o rosto mais bonito de se olhar. Porém, é um termo que pode gerar controvérsias, uma vez que a beleza é diferente para cada um.

Na minha visão, deve haver uma conversa franca e profunda entre médico e paciente, posicionando o que o paciente deseja melhorar com o que é possível fazer. Em geral, para realizar a harmonização são usados tanto o ácido hialurônico como a hidroxiapatita de cálcio. Também pode ser usado o ácido polilático, que é conhecido como sculptra, um bioestimulador.

O ácido hialorônico é responsável pelo preenchimento, pois quando usado na pele promove uma hidratação intensa com projeção e volume localizados. Já a hidroxiapatita de cálcio é um preenchedor e um bioestimulador e favorece a produção de colágeno após sua aplicação. Hoje, também existe um produto de alta tecnologia que mistura ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio na mesma seringa, promovendo volumização, projeção e melhoria da qualidade da pele.

A harmonização começa com técnicas de reestruturação, onde promovemos efeito lifting com vetores contrários àqueles que provocam a flacidez. O contorno também é definido com a intenção de focar rosto e pescoço, separando e realçando a beleza de cada um.

A segunda parte da harmonização é o detalhamento com a melhoria dos lábios, das olheiras e, eventualmente, do nariz. O melhor profissional para realizar esse procedimento é o médico dermatologista, que é treinado sempre com base em conhecer anatomia da pele e capaz de alertar sobre os pontos perigosos. Além disso, ele conhece profundamente os produtos e suas possíveis reações.

A hialuronidade é uma enzima que pode ser usada para diminuir ou eliminar o preenchedor casa haja problemas de complicações ou excesso. O preenchimento para harmonizar é aplicado com cânulas ou agulhas e pode gerar hematomas ou edema discreto. Geralmente é realizado em apenas uma sessão, mas podem ser necessárias até três.

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

 

Continua após a publicidade
Publicidade