Aqui tudo o que você precisa saber sobre óleos vegetais para pele

Para quem curte fazer a skincare com produtos naturais, eles são uma ótima e saudável opção

Para quem curte cuidar da pele com produtos naturais e artesanais, os óleos vegetais são uma ótima opção. Diferente dos óleos sintéticos, eles são extraídos de plantas provenientes da natureza, oferecendo uma skincare livre de substâncias nocivas à saúde.

Os óleos vegetais podem ser usados puros ou misturados com outros produtos da sua rotina de cuidados, como hidratantes e séruns. Para que não haja dúvidas na hora de optar pelos óleos naturais, o dermatologista Alberto Cordeiro, que comanda a Horaios Estética de São Paulo, listou os 5 mitos e verdades sobre o assunto. Confira!

Veja o que está bombando nas redes sociais

1. Os óleos vegetais são biocompatíveis com a pele

Verdade. Por serem extraídos da natureza, os óleos vegetais possuem maior compatibilidade com o organismo e apresentam uma absorção espontânea sem riscos de alergias ou rejeições que podem ocorrer com o uso de óleos sintéticos.

2. Não existe diferença entre óleos vegetais orgânicos e não-orgânicos

Mito. O ideal é que os óleos vegetais sejam orgânicos, isto é, que esses vegetais originários não tenham sido submetidos a agrotóxicos ou outras substâncias. “Dessa forma, é mais certo que é um óleo de qualidade, que vem de boa procedência, sendo livre de conservantes e corantes prejudiciais”, comenta o especialista.

3. O uso de óleos não é recomendado para cuidados de peles oleosas

Mito. Apesar do produto parecer oleoso, sua utilização é benéfica para todos os tipos de pele e não aumenta a produção de sebo, seja no rosto, corpo ou fios capilares. “Basta entender se o tipo de óleo facial escolhido é específico para o seu tipo de pele. O óleo que você vai colocar na pele é apenas um veículo para o carregamento de algumas substâncias, enquanto a oleosidade tem a ver com a quantidade de produção de sebo a partir da glândula sebácea”, complementa.

Assim, não é o óleo que vai deixar a pele mais oleosa, mas sim a substância que está dentro dele.

4. Os óleos podem ser utilizados em qualquer momento do dia

Verdade. O uso é melhor à noite, já que é quando se utiliza substâncias para tratar a pele. Mas você pode utilizá-lo durante o dia, sem problemas. Entretanto, lembre-se de, depois que aplicá-lo, esperar alguns minutos para que ele seque e você possa passar protetor solar por cima, já que não existe óleo com propriedade de proteção solar.

5. Não há uma maneira correta de aplicar o produto na face

Mito. O recomendado são quatro gotas que já se mostram suficientes. “Uma gota em cada bochecha, uma no mento (queixo) e uma na fronte (testa) espalhando para o resto do rosto”, finaliza o especialista.

Leia também: 10 lápis para dar aquela realçada nas sobrancelhas

+ BB Glow: o tratamento que deixa a pele com efeito de base exige atenção

PODCAST De onde tirar forças para enfrentar a dor