CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Guia definitivo de unhas: saiba qual é a melhor tendência para você

Conversamos com especialistas para saber o que há de mais quente quando o assunto é esmaltação e alongamento

Por Sarah Catherine Seles Atualizado em 14 jan 2022, 10h39 - Publicado em 1 fev 2022, 10h00

Foi-se o tempo que cuidar das unhas era só hidratar as cutículas. Aqui, especialistas mostram o que há de mais quente quando o assunto é esmaltação e alongamento

S

e tem um assunto que nunca sai dos tópicos de tendência de beleza é o cuidado com as unhas. O procedimento queridinho da vez é a combinação de esmaltação com alongamento, resultando naquelas mãozinhas que adoramos curtir nas redes sociais.

Mas, antes de falarmos sobre as possibilidades disponíveis no mercado, um alerta: é essencial consultar uma dermatologista, já que existem algumas restrições. O alongamento, por exemplo, não é indicado para grávidas, diabéticos, menores de 16 anos e pessoas em quimioterapia. “Além disso, é necessário saber se a unha não tem infecções, alergias ou micose. Em alguns casos, o uso do gel pode agravar doenças, como dermatite de contato”, diz Meire Gonzaga, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Uma vez liberada para se jogar nos procedimentos, fica a questão: qual estilo escolher? No Brasil, os tipos mais comuns são fibra de vidro, acrílico, acrigel e gel moldado. Já na esmaltação, nail art, unhas encapsuladas, pedrarias e esmalte em gel ganham a atenção das clientes pela promessa de alta durabilidade.

Unhas
Fotos Iuliia Isaieva/Tanja Ivanova/Getty Images

Para manter a saúde das unhas, nivelar e evitar infecções, bolhas, infiltrações ou fungos indesejados, a manutenção de qualquer uma das técnicas deve ser realizada a cada 15 ou 20 dias. E um cuidado comum a todas é não manusear produtos químicos ou oleosos: “Tudo que é oleoso pode descolar o gel da unha natural, gerando bolhas ou até mesmo fungos”, explica a nail designer Cacau Brito, que indica fazer essas tarefas usando luvas.

Continua após a publicidade

No guia a seguir, as especialistas falam sobre cada opção e quais cuidados você deve ter antes de escolher a que funciona melhor para o seu dia a dia.

Gel Moldado

Clássico dos clássicos, esse método é semelhante ao acrílico, já que a unha também é construída sobre um molde adesivo. A diferença é que só o gel é utilizado. Como em outros casos, a estrutura endurece com o uso da cabine UV. “A higienização das unhas, principalmente na parte inferior, é essencial em qualquer alongamento. Assim você evita inflamações ou outros problemas de saúde”, explica Meire.

Acrílica

A técnica em acrílico é uma das mais resistentes, competindo diretamente com a fibra de vidro. A estrutura é criada com um líquido chamado monomer, que, ao ser combinado com o pó acrílico, dispensa a cabine de raios UV – o material endurece naturalmente. “A unha é feita em cima de um molde adesivo, o que dá liberdade para a pessoa escolher qualquer formato”, detalha a nail designer. Ela ocupa o segundo lugar no ranking das melhores unhas em resistência para alongamentos, mas deixa a desejar no quesito naturalidade.

Acrigel

Neste tipo de alongamento, uma ponteira é utilizada para moldar o formato da unha postiça, conhecida como “tips”, colada sobre a unha original e finalizada com gel e pó acrílico. De acordo com Cacau, é um dos melhores estilos para quem busca um aspecto mais natural. Porém, a durabilidade é menor se comparada a de acrílico ou fibra de vidro. Ah! Vale dizer que o acrigel, também conhecido como polygel, é indicado para ocasiões especiais e breves, não para o dia a dia.

Fibra de vidro

Esse é um dos alongamentos mais pedidos às manicures. O motivo é a promessa de resistência, delicadeza, durabilidade e acabamento com aspecto natural. A unha é formada pela combinação de gel e fibra (fios) de vidro, moldados na unha de cada cliente, que antes são limpas e preparadas. O processo acontece com filamentos de vidro e a estrutura fica rígida com o uso do gel, que precisa ir na cabine de filtro UV para secar. A dermatologista Meire Gonzaga recomenda passar protetor solar nas mãos antes, já que “a radiação ultravioleta favorece o câncer de pele e o fotoenvelhecimento”.

Blindagem e Esmaltação em gel

Se você quer fortalecer as unhas naturais e não conseguiu bons resultados com o alongamento, este procedimento pode ser ideal. A camada de gel ou de pasta acrílica é colocada sobre as unhas para aumentar a resistência e finalizar com brilho. Apesar de ser relativamente nova no Brasil, a técnica já é bastante querida por aqui pelo aspecto natural e os quinze dias de aparência intacta. “Ela não suja e o esmalte continua perfeito, como se você tivesse saído da manicure naquele momento”, conta a nail designer Cacau. O processo é feito com esmalte em gel na cor escolhida pela cliente e é necessário o uso da cabine de raios UV para secar e finalizar.

Nail arts e Encapsuladas

Nem o céu limita as possibilidades quando falamos de nail art. “As mais comuns entre as minhas clientes são as linhas fluídas ou até mesmo a reprodução de obras de arte”, conta Cacau Brito. Já pensou sair por aí com uma Monalisa nas mãos? As referências podem ser levadas para as manicures como base, ou simplesmente deixe a criatividade da profissional guiar a opção da vez. Incremente os desenhos com acessórios como correntes, pedrarias e argolas “furadas” no alongamento. Glitter, pérolas e pedras aplicadas dentro das unhas, as famosas “unhas encapsuladas”, também caíram no gosto das mulheres. Tudo para manter as unhas saudáveis e lindas, claro.

Continua após a publicidade

Publicidade