Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Entenda o ritual de beleza coreano e saiba como adaptá-lo à sua pele

O que você precisa saber se quiser adotar a rotina coreana de cuidados com a pele do rosto, levando em conta a realidade brasileira.

Por Ketlyn Araujo - Atualizado em 16 jan 2020, 15h25 - Publicado em 17 abr 2018, 20h35

Não se sabe ao certo quando tudo começou, mas fato é que cosméticos e tratamentos de beleza e cuidados com a pele originários lá da Coreia do Sul vêm atraindo a atenção de outras culturas globais há alguns anos.

Como já era de se esperar, as brasileiras, que não dispensam um bom truque rumo à conquista da tão sonhada “pele de pêssego”, estão entre as fãs de carteirinha da chamada “K-Beauty” – nome dado à febre da beleza made in Coreia que, de um ano para cá, se popularizou ainda mais e ganhou força via redes sociais.

Também, pudera: as coreanas são donas de uma pele mundialmente admirada e desejada, sendo referência em matéria de valores estéticos relacionados ao autocuidado e disciplina. É que, para elas, vale muito mais a pena investir em um rosto bem tratado e saudável, do que carregar na maquiagem – a propósito, o BB Cream, nosso velho conhecido, veio da Coreia, sabia? A bandeira do amor próprio é levantada, ainda, pela geração millennial, que costuma enaltecer e escancarar a beleza em suas formas mais naturais.

O bê-á-bá da Coreia:

Para dar certo, o ritual coreano de beleza envolve certa paciência, regularidade e dinheiro, já que é formado por, no mínimo, dez etapas diferentes de cuidados – que devem ser realizadas duas vezes ao dia – todos os dias – , ao se levantar e antes de dormir.

Continua após a publicidade
Como adaptar o ritual de beleza das coreanas à realidade brasileira?
ma_rish/ThinkStock

As etapas são, basicamente: limpeza à base de óleo, limpeza à base de água/sabonete, esfoliação, uso de tônicos faciais, uso de essências (o item de beauté mais importante para as coreanas), uso de vitaminas específicas para a pele – dependendo das suas necessidades -, máscaras faciais, uso de creme para a região dos olhos, aplicação de hidratante para o rosto e, finalmente, uso de protetor solar durante o dia – sendo que algumas delas não devem ser feitas diariamente, enquanto outras são exclusivas das fases noturnas ou diurnas.

“A limpeza e a esfoliação são importantes para remoção de impurezas e células mortas, o uso de cremes e algumas vitaminas são necessários para hidratação da pele e efeito anti-oxidante, a máscara tem efeitos hidratantes e calmantes e o protetor solar é item fundamental para a rotina anti-envelhecimento, protegendo [a pele] da oxidação causada pelos raios ultra-violeta, alem da luz visível”, explica Damiê De Villa, dermatologista do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa de Gramado (RS).

Como adaptar o ritual de beleza das coreanas à realidade brasileira?

É do Brasil!

Adaptar o tratamento coreano à realidade brasileira é relativamente simples, e vale tanto para quem quer completar todas as dez etapas do processo, quanto para as que não estão tão dispostas assim a seguir à risca os passos da rotina – e, muito menos, investir grande parte do salário em produtos para a pele.

Continua após a publicidade

No segundo caso, o ideal é focar naqueles cuidados considerados essenciais: “As brasileiras, em função do clima do país, costumam ter tendência a pele oleosa ou mista. Devemos levar em consideração que as etapas mais importantes para todas as mulheres brasileiras seriam a limpeza diária e o uso de filtro solar, que deve ser aplicado também diariamente”, sugere Damiê. Além disso, não podemos esquecer que a beleza da pele reflete aquilo que consumimos – ou seja, uma alimentação balanceada combinada ao hábito de beber muita água também contribuem para uma pele à la Coreia.

Já para quem deseja testar a K-Beauty em sua totalidade, o melhor é procurar por produtos brasileiros similares aos coreanos, pois muitos deles só são encontrados por lá. O bom é que atualmente já existe uma categoria de cosmético do Brasil capaz de cumprir bem cada uma das funções especificadas na rotina. Olha só:

Como adaptar o ritual de beleza das coreanas à realidade brasileira?
Jomkwan/ThinkstockPhotos

Durante o dia, comece lavando o rosto com água ou sabonete à base de água. Depois, aplique um tônico de limpeza e um óleo essencial (as chamadas essências coreanas, que já têm fabricação própria por algumas marcas brasileiras). Passe para os produtos de tratamento, como séruns e ampolas de vitaminas. Complete com um creme específico para a região dos olhos, hidratante correspondente ao seu tipo de pele e, para finalizar, protetor solar.

A rotina noturna é quase a mesma, mas com algumas particularidades. Em vez de começar com a limpeza à base de água, use um demaquilante bifásico para remover toda a maquiagem e impurezas. Lave com um sabonete para o rosto e, de uma a duas vezes por semana – dependendo do quanto sua pele é sensível – faça uma esfoliação com um produto específico. Aí, sim, aplique o tônico de limpeza, o óleo essencial, os séruns e as ampolas de vitaminas. A cada duas ou três vezes por semana faça, também, uma máscara facial – sempre massageando bem a pele ao aplicá-la. Por fim, o combo creme para os olhos e hidratante te deixam pronta para descansar.

Continua após a publicidade

No mais, Damiê lembra que cada pele é de um jeito, tem suas necessidades e particularidades, variando de pessoa para pessoa. Antes de se jogar de cabeça na rotina coreana de beleza, é importante conhecer seu tipo de pele e verificar quais produtos podem ser usados nela – para isso, uma consulta com um médico dermatologista (de preferência, reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia) é indispensável.

 

 

Publicidade