CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Sex toys: desvende seu prazer com estimuladores sexuais

O boom do sexual wellness trouxe novas possibilidades para criar rituais de autoamor. Veja como investir, sem preconceitos, nos sex toys

Por Paula Jacob 18 mar 2022, 08h41

Já é tempo de desmistificar o uso de produtos eróticos no dia a dia. “A masturbação é um hábito saudável para melhorar o humor, relaxar o corpo, explorar múltiplas formas de prazer e se descobrir através do toque”, dizem Nicole Vendramini e Nathalia Simões, da Holistix. Com esse olhar carinhoso para a rotina de autoamor, fica mais fácil (e melhor) saber o que se gosta ou não. “Quanto mais conhecemos nosso corpo, mais nos abrimos às possibilidades de quebra de tabus”, diz Izabela Starling, cofundadora do e-commerce Pantynova. A seguir, os modelos de sex toys e as funcionalidades que vão te ajudar a explorar cada cantinho seu.

Sugador

sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Talvez você tenha acompanhado o aumento do uso desta versão durante a pandemia. Não à toa: ele foi desenvolvido para simular o sexo oral, garantindo orgasmos em questão de minutos. Um toy como este é pensado para massagens externas, como o nome já indica. “Socialmente falando, somos pouco incentivadas a explorar nosso corpo. Muitas de nós desconhecem a anatomia da própria vulva e acreditam que o orgasmo é sinônimo de penetração”, apontam as fundadoras da Holistix.

1- Satisfyer Pro 2, na AMARO, R$ 631,40.

2-Holistix, R$ 399

Bullet

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Clássico dos clássicos, o modelo, que lembra uma bala – daí o nome –, é indicado para uso externo (apenas!). Mas não se engane: esse pequeno e discreto vibrador é bastante potente. “Somos os únicos seres a ter um órgão exclusivamente dedicado ao nosso prazer, o clitóris. Mesmo assim, apenas quatro em cada dez mulheres atingem o clímax nas relações. Hoje, a ciência já nos mostrou que o órgão sexual das pessoas com vulva é o clitóris, e não a vagina. E o bullet é o clássico vibrador de clitóris”, explica Marilia Ponte, fundadora da sextech Lilit.

Ela indica a pausa e a variação dos estímulos como caminhos possíveis para aumentar o seu potencial orgástico. Outra versão disponível é o Bliss Bullet, da Lubs. Sem gênero, ele é um vibrador corporal que funciona também para os mamilos, ao redor do ânus, na barriga, nas dobrinhas… “É um convite para as pessoas descobrirem outras partes do corpo que lhes deem prazer”, diz a fundadora da marca, Chiara Luzzati.

1-Lubs, R$ 378.

2- Lilit, R$ 289.

Ponto g

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Eles são curvados na extremidade para conseguir acessar os pontos de prazer na parede interior da vagina. De determinado ângulo, é possível sentir o clitóris de dentro da vagina através da parede vaginal – área chamada de “ponto G”. “Você consegue usá-lo para estimulação externa (no clitóris, por exemplo) e interna. Mas, pelo seu tamanho ser menor, não intimida uma iniciante ou causa desconforto na hora da penetração”, explica o time de marketing da Je Joue.

1- Je Joue, R$ 500.

Dildo

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Uma opção clássica na categoria penetráveis, que podem ter motor com vibração ou não. Na Mitra, eles surgem em shapes orgânicos, feitos de cristais. “Os chamo de massageadores por terem essa característica de usá-los como ferramenta de conexão energética entre corpo e mente”, diz a criadora, Tati Freitas. Escolha o cristal que mais se conecta com você e desenvolva esse equilíbrio energético também na intimidade. “Ter um objeto íntimo proporciona liberdade dos padrões impostos pela nossa cultura.”

1- Lindy em quartzo, verde, R$ 460.

2- Camille em quartzo rosa, R$ 430.

Rabbit

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Hit do episódio The Turtle and The Hare, de Sex and the City, o rabbit possui dois motores para estímulo simultâneo dentro e fora. “Ele é indicado para todos os gêneros, e pode ser utilizado no clitóris e vagina, e ânus e períneo”, comenta Iza.

A Pantynova possui duas versões: o EITA, com dupla estimulação externa, e o GO, com pulsação que simula o vai e vem da penetração. “Quando você mesma pode controlar o ritmo e a intensidade da penetração, fica mais fácil entender o que te proporciona prazer.”

Continua após a publicidade

1- Rabbit EITA,R$ 449.

2- Rabbit GO, R$ 549.

Para casais

Divulgação
|Foto: Divulgação/Divulgação

Todos os vibros podem ser usados com companhia, mas existem os que são feitos especialmente para casais hétero e homoafetivos. Caso do Share, com dupla penetração, dispensando o uso de cintas, e do Nós, anel peniano que ainda estimula o clitóris, ambos da Fun Factory. “Os brinquedos ajudam a impulsionar o prazer, juntos. A comunicação honesta é super importante para a introdução de brinquedos na hora H”, comenta Clarisse Och, gerente de vendas da marca.

1- Share, na Exclusiva Sex Shop, R$ 689,90.

Lubrifica, meu amor, lubrifica

Divulgação
|Foto: Divulgação/Divulgação

“Às vezes, temos a ideia de que os lubrificantes são indicados apenas para a penetração, mas não é verdade. Usar lubrificante para massagear a parte externa da vulva é incrível para os seus dedos e vibradores deslizarem com conforto”, aponta Marilia, da Lilit. Aposte nas versões à base de água (importante também para o uso de preservativos) e com ingredientes naturais que não prejudicam nem você, nem o meio-ambiente.

1- Jambu Vibes, da Lubs, R$ 89.

2- Bruma, da Pantynova, R$ 41,50.

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

1- LUB, da Sophie, R$ 67,90.

2- Lubrificante Hidratante, da Feel R$ 89,90.

Wand

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

Queridinha master, a wand (de varinha mágica) é bastante interessante para quem busca estímulos mais distribuídos. “Por ter uma zona de contato maior, ela massageia a vulva como um todo”, explica a educadora sexual Clariana Leal. Pode assustar num primeiro contato pelo tamanho, mas o design é feito para comportar o motor mais potente dos sex toys. Pode também ser usado a dois e como massageador corporal, mas nunca deve ser penetrado. “Os brinquedos eróticos nos ajudam a fazer amor com nós mesmas, são ferramentas nesse processo que é pessoal, único e bonito.”

1- Satisfyer Little Wand, na AMARO,R$ 514,80.

2- Svakom Emma Neo, na Climaxxx, R$ 799,90.

Plug anal

Sex
|Foto: Divulgação/Divulgação

O sexo anal talvez seja a barreira de maior tabu na masturbação e no sexo. “Isso acontece porque a relação sempre foi muito atrelada à reprodução e não ao prazer”, explica Laura Magri, fundadora da sex shop Nuasis. Feito exclusivamente para penetração anal, este modelo precisa sempre ter uma base que funciona como trava e auxilia na hora de colocar e tirar o objeto. “Para quem nunca praticou sexo anal, o plug ajuda a acostumar com o estímulo da região.”

1- Dada, na Nuasis, R$ 287.

2- Lovearrow, na Nuasis, R$ 287.

Continua após a publicidade

Publicidade