Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Teste: será que você tem um relacionamento tóxico?

Piadas ofensivas, críticas constantes e possessividade são alguns dos sinais clássicos dentro de um relacionamento tóxico

Por Kalel Adolfo
1 Maio 2024, 08h00

Nem sempre é fácil descobrir se estamos em um relacionamento tóxico. Em grande parte das vezes, os traços que configuram uma relação nociva são muito sutis, fazendo com que entremos em negação ou até mesmo não percebamos a realidade destrutiva em que vivemos.

Pensando nisso, a psicóloga humanista Paloma Gomes lista uma série de sinais que indicam a possibilidade de um relacionamento tóxico.

Ao final da matéria, é possível realizar um teste sobre o assunto. Vale lembrar que, independente de seu resultado, a ferramenta não substitui a necessidade de ajuda e consulta profissional.

O que é um relacionamento tóxico

Segundo Paloma Gomes, o relacionamento passa a ser tóxico quando não há um senso de igualdade na dinâmica. “É quando um precisa se sentir superior ao outro. Para isso, são usadas táticas de controle e manipulação, que fazem a pessoa se sentir dependente tanto emocionalmente quanto financeiramente”, explica.

Continua após a publicidade

É como se houvesse uma nuvem de tensão pairando sobre o casal sempre que estão juntos. “A dinâmica limita o outro e não há liberdade para ser quem se é”, esclarece.

Dentre os variados sinais que denunciam esse tipo de situação, há algumas evidências incontestáveis, como possessividade, humilhação e violência. Porém, que fique claro: não é necessário que a vida a dois chegue a esses extremos para que uma dinâmica tóxica seja destrutiva para a vítima.

Atitudes tóxicas tendem a ser sutis

A especialista traz um ponto importante: na grande maioria das vezes, os traços tóxicos de um indivíduo podem ser confundidos como virtudes no início de uma relação. “Muitas mulheres falam que, no começo, achavam legal o cara parecer sempre muito preocupado e atento”, diz.

Continua após a publicidade

Essa preocupação tende a começar com pequenos toques (“Ah, tal roupa fica melhor em você” ou “Se você colocar uma calça vai ficar melhor”), até chegar em situações mais alarmantes, como (“Ah, acho melhor você não sair com esse amigo, ele parece estar flertando contigo”).

Esses apontamentos, com o tempo, deixam o outro em uma relação de dependência emocional, não se sentindo à vontade para tomar quaisquer decisões. Caso você não concorde com certas regras e condições impostas, ameaças podem surgir: “O parceiro tóxico pode ameaçar terminar a relação ou, então, se fechar completamente até que você acate a opinião dele”, alerta.

Tensão está sempre no ar

Sabe aquela sensação de pisar em ovos? Para a psicóloga, é comum que, em relacionamentos tóxicos, sintamos ansiedade e tensão frente àquilo que vamos falar ou fazer.

Continua após a publicidade

Existe um receio constante acerca da maneira em que o outro vai receber as nossas ações. ‘Se eu fizer tal coisa ele vai ficar estressado’ e ‘Preciso evitar brigas’ são pensamentos comuns.”

Você é sempre diminuída

Outra situação típica de relacionamentos tóxicos: sempre que a vítima conquista algo, o outro tenta menosprezar a vitória. “Um exemplo é quando a mulher recebe uma promoção no trabalho: não é incomum que elas escutem coisas como ‘Você deu em cima de seu chefe para conseguir’, ou ‘Nossa, deve ter sido fácil para você conseguir’”, pontua.

Outro contraponto importante: a indiferença frente às vitórias também pode ser considerada uma atitude nociva.

Continua após a publicidade

Isolamento e dependência

Outro ponto constante nesses tipos de dinâmica é o que chamamos atualmente de “love bombing”, tática de manipulação psicológica que busca estabelecer uma relação de dependência na relação. “O seu parceiro te enche de amor, te enaltece constantemente e, de repente, tudo isso acaba”, esclarece.

Junto à dependência, não é incomum que ocorra o isolamento da vítima, que acaba sendo desmotivada e criticada por tentar manter laços com amigos e familiares. “Acaba virando aquele casal que só vive em torno da relação” ,diz.

Consequentemente, inúmeros aspectos de nossas vidas pessoais acabam ruindo, já que a atenção está exclusivamente destinada ao vínculo amoroso.

Continua após a publicidade

Teste de relacionamento tóxico

A seguir, a psicóloga Paloma Gomes pontua as situações mais recorrentes em relacionamentos tóxicos. Selecione todas aquelas que você vivencia atualmente, e, ao final, confira o resultado.

Loading…

Vale lembrar que o resultado do teste não substitui a importância de buscar ajuda profissional. Caso você esteja vivenciando situações de violência física, psicológica, moral, sexual ou financeira, não apenas esta relação é tóxica, como potencialmente criminosa. Sendo assim, não hesite em recorrer à redes de apoio e canais de denúncia.

Estou numa relação tóxica… E agora?

A especialista explica que, da mesma forma que não é fácil perceber que estamos em um relacionamento tóxico, não é fácil sair. “O primeiro passo é verificar se essa relação te faz bem e se está prejudicando a sua saúde mental. Dependendo da resposta, recorra a amigos e familiares para construir uma boa rede de apoio”, aconselha. Simultaneamente, busque ajuda psicológica para fortalecer a ideia do término e recuperar a sua autoconfiança.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.