Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Pangolim: conheça o homenageado do Google nesse Dia dos Namorados

Mais que um desenho, a criação de 2017 traz um joguinho cheio de romance em que o Pangolim é a estrela

Por Nathália Florencio Atualizado em 20 jan 2020, 12h23 - Publicado em 12 jun 2017, 08h06

A data mais romântica do ano não poderia passar em branco para o Google, que mais uma vez surpreendeu os usuários com um Doodle superfofo. Em homenagem ao Dia dos Namorados, a caixa de busca veio acompanhada de um joguinho chamado Pangolin Love, estrelado por um bichinho chamado Pangolim.

A escolha para o Dia dos Namorados 2017 é a mesma utilizada no Valentine’s Day, comemorado no dia 14 de fevereiro nos Estados Unidos e em grande parte do hemisfério do norte. O game Amor dos Pangolins, em português, tem quatro fases: em cada uma delas, o pangolim – mamífero que vive em zonas tropicais da Ásia e da África – precisa coletar itens para o seu amor.

Veja também: Dia dos namorados: veja todos os Doodles que homenagearam a data

E cada etapa traz o nome de um país e uma tarefa: em Gana, o bichinho precisa fazer um bolo; na Índia, a missão é cantar uma música romântica; na China, ele tem que aprender a dançar; e nas Filipinas a ideia é fazer um buquê – tudo para uma comemoração em grande estilo.

Veja também: Machado de Assis é homenageado pelo Google em 178º aniversário

Essas regiões não aparecem por acaso nesse Doodle especial – elas representam o destino do pangolim, que é um dos animais mais traficados do mundo e corre risco de extinção. Então, além de entreter os usuários com um jogo bonitinho que celebra os apaixonados, o Google ainda trouxe algumas informações sobre esse mamífero pouco conhecido e fez um alerta para uma importante causa! 

Dia dos namorados doodle google pangolim
– Reprodução/Google
Dia dos namorados doodle google pangolim
– Reprodução/Google
Dia dos namorados doodle google pangolim
– Reprodução/Google
Dia dos namorados doodle google pangolim
– Reprodução/Google
Dia dos namorados doodle google pangolim
– Reprodução/Google
Continua após a publicidade
Publicidade