Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como arrasar na entrevista de emprego: dicas e exemplos

Se sair bem na entrevista de emprego pode garantir a sua vaga e estar preparado para esse momento é essencial

Por Julia Minhoto
3 jan 2023, 10h11

A temporada de contratações se aproxima novamente e muitas pessoas ainda não sabem como se portar diante de um entrevistador. Estar despreparado e optar pelo improviso nesses momentos pode ser um tiro no próprio pé, pois os recrutadores buscam características e comportamentos específicos dos candidatos que são especialmente mostrados durante as entrevistas de emprego. Para deixar a insegurança de lado e arrasar, conversamos com a especialista em carreiras Madalena Feliciano, que traz dicas consideradas indispensáveis.

Conhecimento é autoconfiança

O domínio sob um assunto e a preparação prévia são as melhores formas de se sentir confiante, e nas entrevistas de emprego não é diferente: estudar, conhecer a empresa e a vaga e se autoconhecer automaticamente te transformam em um candidato mais seguro. “Preparar-se antes de qualquer entrevista é uma das armas mais poderosas para se sair bem. Conhecer a empresa, sua missão, visão e valores e o que esperam do candidato”, aponta Madalena. Para isso é importante visitar o site e o LinkedIn da empresa, conhecer os clientes e concorrentes da mesma, entender suas responsabilidades para com a empresa e as atribuições do cargo, mas acima de tudo, anotar os pontos pessoais que você quer tratar para não esquecer nenhum tópico.

Clareza, calma e linguagem corporal na entrevista de emprego

Manter a calma, agir com serenidade, falar com clareza e ser objetivo sem ser monossilábico são aspectos elementares sobre seu comportamento ao ser entrevistado. Madalena também reforça a importância do uso da técnica de Rapport, um conceito da psicologia que tem como objetivo criar empatia com o outro durante a comunicação, buscando sintonia entre as duas partes. Adaptar a linguagem corporal para se adequar à do entrevistador, usar o mesmo tom de voz, espelhar gestos do recrutador, fazer recapitulação verbal a fim de provocar maior entendimento e, principalmente, formular perguntas para demonstrar interesse são detalhes que fazem a diferença.

Reforce sua marca pessoal

Durante uma entrevista, você é o produto e precisa se vender. Ensaiar seu marketing pessoal é fundamental nessa ocasião e isso abrange as coisas banais e as mais profundas sobre uma personalidade: suas roupas, sua relação familiar, seus bons relacionamentos e passatempos. Fale sobre você mostrando experiência e conexão com a vaga em questão.

Nada de extravagâncias

Capriche no visual de acordo com cada empresa, sem se desconectar de si própria e evitando ser extravagante. Aposte no básico, não exagere no perfume e nem na maquiagem.

Continua após a publicidade

Exercite suas soft skills

Esse é um trabalho longo, mas o mais importante se você deseja uma carreira de sucesso: as soft skills nada mais são do que suas habilidades comportamentais e elas são fatores decisivos em uma contratação. Madalena aponta que as empresas geralmente não contratam pelo currículo, mas valorizam o profissional que, além da experiência, tem determinação, responsabilidade, bom humor, é um líder, possui pensamento analítico, comunicação empática, é flexível e adaptável, inteligente emocionalmente e resiliente. O autoconhecimento é fundamental nesses momentos, e é necessário analisar com cautela todos os pontos de sua personalidade. Para isso é essencial saber ser bom ouvinte, pedir, aceitar e absorver críticas construtivas. Além disso, existem cursos e treinamentos que facilitam o processo.

Não repita exatamente o que está no currículo

Se você chegou até a fase da entrevista é porque seu currículo já foi avaliado, portanto repetir exatamente o que está nele é redundante e não traz benefícios no momento da entrevista. Para não agir com superfluidade é interessante mostrar quais soft skills você possui e como essas se desenvolveram a partir de suas hard skills, além de analisar suas principais realizações e feitos. “Falar sobre seus resultados, seus cases de sucesso, pontos que você vem melhorando e principalmente reforçar suas soft skills, te dará destaque na entrevista”, defende a especialista. Fazer uma SWOT pessoal, ou seja, reunir suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, pode te ajudar muito nesse momento para investigar seus pontos fortes e fracos.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.