Vestido azul: 13 fotos de noivas que te farão suspirar

A hegemonia do branco vem perdendo força. Inspire-se!

Se o assunto é vestido de noiva, o branco naturalmente surge absoluto como principal cor. Mas, verdade seja dita, o branco nem sempre foi uma unanimidade. Na idade média o que importava não era a cor, mas sim o quão luxuoso era o vestido. Uma vez que os casamentos eram vistos como forma de fazer alianças comerciais, a peça usada pela noiva representava as posses da família. Durante  o período da Renascença o preto foi a cor mais eleita pelas noivas, pois representava a religiosidade e obediência à Igreja.

A popularização do branco aconteceu após o casamento da rainha Vitória da Inglaterra com o Príncipe Albert, no século XIX. Vitória subiu no altar usando um branco longo de renda feita à mão. Inspiradas pela história romântica – Vitória foi a primeira nobre a se casar por amor – mulheres do mundo todo usaram o vestido da monarca como inspiração. Deste então, o branco reina absoluto. Ou melhor, reinava.

Para alegria das noivas mais ousadas, outros tons têm ganhado espaço nas coleções de grandes estilistas, diminuindo a hegemonia do branco na moda noiva.

O vestido de noiva azul não é exatamente uma novidade entre as noivas americanas. Isto porque muitas noivas decidiram levar a outro patamar a tradição de sempre levar consigo um objeto ou acessório azul. E o que começou como um movimento discreto vem ganhando o mundo através da força do Pinterest e do Instagram.

 (Pinterest/Reprodução)

 (Pinterest/Reprodução)

 (Pinterest/Reprodução)

 (Pinterest/Reprodução)

Para quem pretende aderir à tendência, os modelos mais utilizadas são em tons de azul celeste, em tecidos leves e fluidos, com bordados delicados de pedraria. Opções perfeitas para quem quer compor um visual no estilo princesa.

 (Pinterest/Reprodução)

 (Pinterest/Reprodução)

Em cerimônias diurnas ao ar livre, os modelos estampados também são alternativas interessantes para criar um visual surpreendente. Estão em alta os modelos com efeito “manchado”, em degradê ou florais.