CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Tatuagens temporárias ajudam a lidar com ansiedade e depressão

E são uma graça! Em formato de curativos, os desenhos são lembretes de que tudo está ou pode ficar bem

Por Raquel Drehmer Atualizado em 20 jan 2020, 14h29 - Publicado em 9 Maio 2017, 12h33

Respire”, “Calma”, “Isso também vai passar”. Em inglês, estas e outras mensagens motivacionais podem ficar na pele por um tempo, para lembrar que a ansiedade, a depressão e qualquer outra questão de saúde mental têm solução.

https://www.instagram.com/p/BNAUVx1gicQ/

E o melhor: as tattoos temporárias são superfofas, em formato de curativos bonitinhos e coloridos.

https://www.instagram.com/p/BLy2CZGAqWO/

https://www.instagram.com/p/BRqkYBjDknb/

A artista inglesa Francesca Timbers criou as tatuagens em 2011 para ela própria, que lutava contra a depressão e a ansiedade causadas por um diagnóstico de neurite óptica (uma inflamação no nervo ótico que pode causar perda de visão).

Desde então, amigos começaram a pedir que Francesca fizesse algumas peças para vender. Ela precisou se curar para pensar em transformar sua arte motivacional em negócio, e então sua loja online nasceu agora.

Continua após a publicidade

https://www.instagram.com/p/BMCKEUJAOdA/

https://www.instagram.com/p/BMMkKsJA-GH/

Um kit com 15 tattoos prontas é vendido pelo equivalente a R$ 20. Ela também aceita pedidos personalizados em qualquer idioma. (Se for fazer, não esqueça de caprichar no português correto antes de encomendar, hein?)

https://www.instagram.com/p/BMWRItHgx7C/

Se marcar a pele, ainda que temporariamente, não for a sua cara, Francesca oferece broches para serem aplicados na roupa ou na bolsa.

https://www.instagram.com/p/BS9Yt22gsvn/

https://www.instagram.com/p/BSYbxxegpd_/

Solidariedade também faz parte do negócio da inglesa: quando recebe fotos de clientes usando uma de suas tatuagens, ela aplica uma igual na própria pele e manda uma foto para a pessoa sentir que não está sozinha. Porque a rede de apoio é importantíssima.

Continua após a publicidade

Publicidade