Prevenção ao suicídio: No CVV, apoio é gratuito e o anonimato, garantido

Fundado em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal

A cada 45 minutos uma pessoa se mata no Brasil. Os idosos são as principais vítimas, mas a epidemia silenciosa acomete os jovens. No primeiro boletim epidemiológico sobre o assunto, divulgado em 2017 pelo Ministério da Saúde, o suicídio consta como a quarta maior causa de morte entre brasileiros de 15 a 29 anos.

Nesta sexta (8), o chef, escritor e apresentador Anthony Bourdain, 61 anos, foi encontrado morto em um quarto de hotel na França. Na terça-feira (5), a estilista Kate Spade, 55 anos, se enforcou em seu apartamento em Nova York.

A medicina descreve o ato como uma série de condições e manifestações comportamentais ligadas à autodestruição. Geralmente, vai além de um impulso para colocar fim em um sofrimento insuportável. Antes de tirar a própria vida, muitos suicidas passam por diversas fases de ideação da morte. Fazem planos, cometem autoagressões, passam para as tentativas até chegar ao êxito. Por se tratar de um processo, a Organização Mundial da Saúde estima que 90% dos casos poderia ter outro desfecho.

No Brasil, é possível contar com o CVV (Centro de Valorização da Vida). Fundado em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

Caso precise de ajuda ou conheça alguém que precisa, esclareça todas as dúvidas sobre o atendimento:

Qual é o número do CVV (Centro de Valorização da Vida)?

Você pode conversar com um voluntário do CVV ligando para 188 ou 141 (nos estados Bahia, Maranhão, Pará e Paraná). Se em sua cidade não há um posto de atendimento do CVV, você pode utilizar o atendimento por chat e e-mail. Conheça os postos e horários de atendimento aqui.

Quais os horários de atendimento?

Busque sua cidade e seu Estado para todos os detalhes aqui. Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação) ou 141 (nos estados da Bahia, Maranhão, Pará e Paraná).

Veja também

Preciso me identificar quando ligar para o CVV?

O anonimato é garantido. Não é necessário ceder dados, fotos ou qualquer tipo de informação pessoal.

Existe atendimento presencial do CVV?

Sim. Em um dos 89 postos espalhados pelo país. Confira as localidades aqui.

Posso ligar mais de uma vez para o CVV?

Sim. Quantas vezes precisar. Os voluntários são treinados para conversar com todas as pessoa que procuram ajuda e apoio emocional.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s