Quer aproveitar a neve neste inverno? Planeje-se!

De passeios de trem a estações de esqui, cidades do Hemisfério Sul têm diversão para todos

As férias de inverno estão logo aí. Se o seu sonho é pisar na neve e fazer bonecos, tem de se programar desde já. O recomendado é comprar as passagens de 60 a 120 dias antes do embarque. O hotel também precisa ser reservado antecipadamente.

De atrações que desafiam as leis da gravidade, como as estações de esqui, até programações que garantem a diversão da família inteira, confira cidades na América Sul que oferecem as melhores atividades turísticas na neve e se programe para viajar ainda neste ano.

Leia também: Como fazer a sua mala de viagem para o inverno

Veja os destinos:

Chile

  • Valle Nevado

Situado a 46 km de distância de Santiago, o centro de esqui chileno dispõe de mais de 100 trilhas para esquiar entre as dunas de neve e a vista deslumbrante da Cordilheira dos Andes. A atividade é perfeita para quem gosta de se aventurar e não tem medo de se arriscar em um novo esporte.

As pistas são divididas entre principiantes, intermediários, avançados e experts, dando oportunidade para todos explorarem o seu talento no esqui ou snowboard.

Temporada: Meados de julho até setembro.

Como chegar: Carro ou translado, não existe transporte público.

Preço: Confira no site.

 

 (richard_cheles/ThinkStock)

 

  • Pucón

Cercada pelo vulcão Villarrica, a cidade oferece diversos passeios que desfrutam das maravilhas do poder e da riqueza da natureza na região. As Termas Geométricas, por exemplo, são piscinas de águas quentes ideais para fugir do frio.

Os poços são aquecidos pelas águas quentes de origem vulcânica, que variam de temperatura entre 35ºC e 42 ºC . Localizadas em volta de passarelas vermelhas em estilo oriental, o local conta com 17 poços, alguns deles são frios.

Temporada: Aberta todos os dias do ano, até no ano novo, porém possui um horário restrito. Veja no site também.

Como chegar: Carro

Preço: Confira no site.

 (IHervas/ThinkStock)

 

 

Argentina

  • San Martín de los Andes

Você gosta daquela visão de tirar o fôlego? Então, o passeio nesta cidade promete marcar a sua vida. O mirante em San Martín garante uma vista esplêndida da região e do Lago Lácar.

A atração conta com vários postos de vistas localizados ao longo da Estrada Mirador Arrayan. A melhor trilha para pegar e ter a vista perfeita do lago é seguir para o mirante Bandurrias.

Temporada: Para tirar uma foto panorâmica com bastante neve, vá entre os meses de julho e setembro.

Como chegar: A pé.

Preço: Grátis.

 (ailtonsza/ThinkStock)

  • Ushuaia

A cidade é famosa pelo presídio que existiu na década de 40 e que, agora, oferece para os turistas inúmeras atrações famosas envolvendo as histórias por trás dos presos e o local.

Foi feita uma réplica do trem que levava os prisioneiros até a floresta, chamada “O Trem do Fim do Mundo”, que parte do Parque Nacional da Terra do Fogo e conta um pouco da história de Ushuaia para visitantes. Além disso, as pessoas podem visitar o museu que foi feito no lugar do presídio desativado.

Temporada alta: 30 de abril ao dia 01 de setembro – confira os horários das viagens no site

Como chegar: Carro

Preço: 

  • Adulto – R$ 141,67
  • Entre 13 – 16 anos – R$ 91,67
  • Entre 6-12 anos – R$ 25,00

*Preços sujeitos a alteração

 

 (smarteye/ThinkStock)

  • Bariloche

Localizada na fronteira com o Chile, a cidade tem uma das atrações mais legais para a sua família: o teleférico que leva ao topo do morro Cerro Otto. Além de contar com um visual espetacular, o passeio consiste em visitar o cerro que promove diversas atividades, como esquibunda, caminhadas guiadas e a Confeitaria Giratória.

A dica é comprar o seu ticket para o teleférico em um dos pontos de venda em Bariloche, nas ruas Mitre ou Quagliae, e utilizar seu ônibus gratuito para chegar até o local do teleférico.

Confira o site para checar os valores e datas de saída do passeio

 (Magaiza/ThinkStock)

 

 

Bolívia

  • Chacaltaya

Famosa por abrigar a estação de esqui mais alta do mundo, a região ganha muitos pontos por sua beleza visual. Porém, a estação está desativada e o único meio de curtir esta vista maravilhosa é fazer uma escalada ou, para os menos aventureiros, pegar um ônibus ou um táxi até o pico mais alto da região e conseguir uma vista de tirar o fôlego.

Tome cuidado com este passeio, porque o ar lá em cima é muito rarefeito e por isso, recomenda-se que vá para esta aventura depois de alguns dias de adaptação ao ambiente boliviano.

Temporada: O ano todo, mas para ter uma vista com bastante neve, vá em julho!

Preço:

  • Com agência – O preço sai por volta de 32 reais e dá direito a conhecer o Valle de la Luna mais a Chacaltaya.
  • Táxi: Confira os preços no local da cidade

 (PytyCzech/ThinkStock)

Peru

  • Cordilheira Branca

Além de ver a cordilheira, este passeio é o tradicional pacote que não pode faltar no seu tour por um país. Tomando o seu dia inteiro, a excursão é feita geralmente por meio de uma agência.

O passeio conta com paradas em algumas cidades, como Carhuaz, Anta, Yungay, chegando até os desfiladeiros de Llanganuco. Por fim, atravessa-se a lagoa de Chinanocha, aonde é possível desfrutar de um passeio de barco entre as águas turquesas dos lagos.

Temporada: Entre abril e setembro.

Como chegar: No pacote, está estipulado um translado especial para o cliente que busca no próprio hotel.

Preço: Sujeito a alteração dependendo da temporada. Confira no site.

 (Byelikova_Oksana/ThinkStock)

Veja também: 71 receitas com cara de inverno