Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Loucas? A emocionante campanha da Nike sobre mulheres no esporte

A peça tem participação de Serena Williams

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2020, 11h03 - Publicado em 26 fev 2019, 18h57

A Nike lançou uma campanha no dia 24 de fevereiro em que defender a igualdade de gênero nos esportes. O vídeo repercutiu em todas as redes sociais e está fazendo muito sucesso.

A peça é narrada por Serena Williams e tem participação de Simone Biles, Ibtihaj Muhammad, Caster Semenya e outras atletas. Através do slogan “É só uma loucura até você fazer. Apenas faça”, a campanha incentiva mulheres a seguirem seus sonhos.

Na campanha, aparecem diversos exemplos de atletas e treinadoras que foram pioneiras em alguma conquista dentro dos esportes. Ibtihaj Muhammad, por exemplo, foi a primeira mulher muçulmana americana a usar hijab em uma competição durante as Olimpíadas.

Já Caster Semenya, que conquistou a medalha de ouro nos 800m no mundial de Atletismo de 2009, em Berlim, teve sua feminilidade posta em xeque por causa de sua excelente atuação. Ela precisou se submeter a testes de gênero e, por possuir um nível de testosterona mais alto do que o se acredita ser “normal” para mulheres, ela ficou proibida de competir em algumas ocasiões.

https://www.instagram.com/p/BuRdz2HF7wj/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=wwrswd2zlk98

Continua após a publicidade

Se nós mostramos emoção, somos chamadas de “dramáticas”. Se nós queremos jogar contra homens, somos “malucas”. E se sonhamos com oportunidades iguais, “delirantes”. Quando apoiamos alguma causa, nós somos “desorientadas”. Quando somos muio boas, há algo de errado conosco. E se ficamos bravas, nós somos “histéricas”, “irracionais”, ou “estamos apenas loucas”. Mas, uma mulher correr uma maratona? Era loucura. Uma mulher lutar boxe? Era loucura. Uma mulher dar uma enterrada? Loucura! Treinar um time da NBA? Loucura. Uma mulher competir com hijab, trocar de esporte, completar um double cork 1080 (manobra de snowboard), ou ganhar 23 grand slams, ter um bebê, e voltar para conquistar mais? Loucura, loucura, loucura, loucura e loucura! Então, se eles quiserem te chamar de louca, tudo bem. Mostre-os a loucura que você pode fazer.

Leia também: Rede Mulher Empreendedora realiza evento global de mentoria

+ Filme sobre menstruação vence Oscar

Siga CLAUDIA no Youtube

 

Continua após a publicidade
Publicidade