João de Deus é condenado a mais 40 anos de prisão

Juíza acatou a denúncia do Ministério Público de Goiás, que já recebeu cerca de 320 denúncias de mulheres que se dizem vítimas de João de Deus.

Preso há dois anos  em Goiás, o médium João de Deus foi condenado hoje (20) a mais 40 anos de prisão por crimes sexuais cometidos contra outras 5 mulheres.

João de Deus, que ainda insiste na inocência, já tem duas outras sentenças em andamento: 4 anos por posse ilegal de arma de fogo e 19 anos por crimes sexuais cometidos contra 4 mulheres. Aos 78 anos de idade, agora ela passa a ter uma pena de 63 anos de prisão, mas o processo ainda não encerrou e cabe recurso.

O Ministério Público de Goiás diz que já recebeu cerca de 320 denúncias de mulheres que se dizem vítimas de João de Deus, as sentenças atuais são correspondentes a apenas 9 dessas mulheres.

A defesa já avisou que vai recorrer alegando que o entendimento da juíza Rosângela Rodrigues dos Santos difere de casos similares já julgados no Superior Tribunal de Justiça.

No gabinete da juíza ainda há outros 10 processos em andamento contra o médium. Eles envolvem 50 mulheres. Ao todo, João de Deus foi denunciado 14 vezes pelo Ministério Público e 12 das denúncias foram por crimes sexuais.