Homem é preso após ex-mulher acionar o botão do pânico

Caso aconteceu em Vitória (ES) e vítima tinha medida protetiva contra o agressor

Um homem foi detido após tentar matar a ex-mulher na noite do último sábado (24), bairro Santo Antônio, em Vitória (ES). A vítima, que tem medida protetiva, apertou o botão do pânico e ele foi preso.

De acordo com a Guarda Municipal, a mulher foi ameaçada com uma faca, agredida e chegou a levar um corte no braço. Os agentes se preparavam para iniciar a ronda quando a Patrulha Maria da Penha recebeu o sinal de alerta.

Ao ouvir a sirene da viatura chegando ao local, o criminoso tentou fugir se escondendo no quintal da casa de um vizinho, mas foi encontrado pela Guarda. O homem foi conduzido ao Plantão Especializado da Mulher (PEM), no bairro Ilha de Santa Maria, em Vitória.

O agente disse que o homem já estava preso por ter agredido a ex-companheira, mas saiu da prisão e foi direto para a casa dela com a faca. Como a mulher tem uma medida protetiva contra o ex-marido, ela carrega o botão do pânico dentro da bolsa.

Botão do Pânico

Segundo a Prefeitura de Vitória, essa foi a quarta vez que o botão do pânico foi acionado este ano no município. Ele é distribuído para mulheres que estão sob medidas protetivas da justiça.

Caso o agressor não mantenha a distância mínima garantida pela Lei Maria da Penha, a mulher aciona o botão. Quando o alarme é disparado a Guarda Municipal recebe a localização da vítima pelo GPS.

O botão consiste em microtransmissor capaz de enviar a localização exata do acionamento, bem como gravar o audio ambiente. O dispositivo foi criado pelo Instituto Nacional de Tecnologia Preventiva (INTP), que atua ​nas áreas de segurança pública, em especial, na prevenção, fiscalização e combate à violência doméstica e familiar nas diretrizes da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). 

Leia também: Diferença de salário entre mulheres e homens aumenta após 23 anos

+ Seis mulheres são vítimas de feminicídio a cada hora, revela ONU

Siga CLAUDIA no Instagram