Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Durma bem todas as noites!

As mulheres têm três vezes mais chance de sofrer de insônia. Na maioria das vezes, bastam algumas mudanças de hábito para dormir como uma princesa

Por Redação M de Mulher
Atualizado em 21 jan 2020, 11h08 - Publicado em 7 nov 2008, 21h00
Durma bem todas as noites!

“Se fico nervosa, perco o sono, mas 
costumo dormir bem”, diz Grazi Massafera
Foto: Divulgação

Um amplo estudo divulgado recentemente nos Estados Unidos pela Fundação Nacional do Sono comprova: cerca de 70% das mulheres daquele país têm dificuldade para dormir. Entre 18 e 24 anos, 33% das jovens dizem penar para pregar o olho em algumas noites da semana. As mais velhas, entre 55 e 64 anos, precisam contar ainda mais carneirinhos. Nessa faixa de idade, 48% delas passam boa parte da noite em claro.

Na grande maioria das vezes, trata-se de uma situação passageira, resolvida com pequenas mudanças de hábito. “Quando faço ginástica à tardinha, chego em casa, tomo um banho quente e janto uma sopinha. Faço uma oração e fico pronta para dormir com os anjos”, declara a moça. O ritual seguido pela beldade vai ao encontro do que pregam os médicos. De acordo com os especialistas, o ideal é terminar a atividade física pelo menos quatro horas antes de dormir. Fazer uma refeição leve e se dedicar a atividades tranqüilas durante a noite também são hábitos que certamente ajudam Grazi a se transformar na Bela Adormecida. 

Manual do soninho bom

Começar bem o dia é o primeiro passo. Seu despertador tem um toque insuportável? Então faça o que sempre teve vontade e dê um fim nele. Para dormir bem, acordar precisa ser um momento agradável

· Tenha um horário regular para dormir e despertar

Continua após a publicidade

· Só vá para a cama na hora de adormecer

· Deixe o quarto convidativo para o sono: escuro, com temperatura agradável e livre de TV e outros aparelhos eletrônicos

· Jamais tome bebidas alcoólicas, café ou refrigerante perto da hora de se deitar

· Deixe 1 copo com água no criado-mudo. Se tiver sede durante a noite e precisar se levantar, seu corpo terá mais dificuldade para retomar o sono do que se permanecer deitada

Continua após a publicidade

· Após o jantar, procure se dedicar a atividades relaxantes e reduza a quantidade de luz na casa

· Quando estiver difícil pegar no sono, saia da cama e procure fazer outra coisa

Comilança não rima com dormir

A maioria de nós imagina que, logo após saborear uma boa refeição, embarca-se no sono dos justos. O ato de comer realmente provoca sonolência, mas dormir de barriga cheia não é uma boa pedida. “A ação da gravidade também faz parte da digestão. Quando a pessoa se deita, esse processo fica dificultado, o que pode causar refluxo e um sono de má qualidade”, orienta Mariana Koplfer, nutricionista de São Paulo. Por outro lado, a sensação de fome pode funcionar como um despertador. A boa e velha dica do copo quente de leite antes de dormir pode ser a saída. “O leite tem triptofano, substância que ajuda na indução do sono”, explica Mariana.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.