Desesperados, sírios publicam mensagens de despedida no Twitter

Cidadãos da capital se despedem em meio a ataques em terra

Em guerra civil desde 2011, a Síria continua sendo palco de um conflito sangrento entre governo, rebeldes, radicais e forças internacionais. Segundo a ONU, a guerra já deixou mais de 400 mil mortos e levou cerca de 4,5 milhões de pessoas a sair do país. Em meio a bombardeiros e ataques em terra, a população tenta sobreviver em cidades arrasadas. Muitos sírios chegam a divulgar o duro dia a dia nas redes sociais. Mas as últimas mensagens publicadas no Twitter estão provocando uma sensação de desolação aos que leem.

Leia também: A dura situação das crianças na guerra da Síria

Cercados em uma área da capital Alepo, sírios e estrangeiros acreditaram que aqueles seriam seus últimos momentos de vida e publicaram despedidas e pedidos de socorro em seus perfis:

Meu nome é Bana, tenho 7 anos. Eu estou falando para o mundo agora ao vivo do Leste de Alepo. Este é o meu último momento para viver ou morrer”.

“Este é um chamado e pode ser o último. Salvem as pessoas de Alepo. Salvem minha filha e outras crianças“.

“A todos que podem me escutar, nós estamos expostos a um genocídio na cidade de Alepo. Este pode ser meu último vídeo (…)”

Veja também: Essas atletas fugiram da guerra e lutaram contra o preconceito para competir nas Olimpíadas