CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Como ver o eclipse solar desta terça (2)

O fenômeno poderá ser visto de forma parcial no Brasil

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 16h16 - Publicado em 2 jul 2019, 13h50

Nesta terça-feira (2), o Chile e a Argentina vão poder assistir a um eclipse solar total. Os brasileiros só terão a mesma chance em 2045, mas ainda assim será possível ver a versão parcial do que acontecerá nos países vizinhos. 

Alguns estados brasileiros vão conseguir assistir ao fenômeno em que parte do Sol é “escondido” pela Lua. 

O primeiro horário para começar ver o eclipse é às 13h55 (horário de Brasília) e às 18h50 o último ponto na superfície terrestre verá o fim do eclipse. Por isso, os horários variam de acordo com a localização da cidade. No Brasil, o evento irá ocorrer no fim da tarde e será visto em 14 das 27 capitais brasileiras. 

Na cidade de São Paulo, por exemplo, o início do eclipse parcial é previsto para 17 horas com auge às 17h54 e fim às 18h44. Em Porto Alegre, no Sul do país, o auge do eclipse parcial será às 17h50. Já em algumas cidades do Nordeste, como Recife, Maceió e Natal, o fenômeno não será visível.

Como assistir

Os eclipses solares não podem ser assistidos a olho nu. É muito importante a utilização de óculos especiais, pois há risco de criar uma lesão permanente na visão. 

Não adianta tentar usar óculos escuros, chapa de raio X e filme de câmera fotográfica analógica. Uma opção para conseguir assistir ao fenômeno é usar um vidro “lente de soldador”, com coloração 14, que é encontrado em vidraçarias e com um valor abaixo de R$ 10.

Leia também: Burnout: entenda a síndrome do esgotamento pelo trabalho

6 dicas para levar em conta quando for mudar seu filho de escola

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA

Continua após a publicidade

Publicidade