Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como se preparar para as compras no dia da Black Friday

ok

Por Estúdio ABC Atualizado em 21 jan 2020, 16h55 - Publicado em 19 nov 2015, 16h54

Uma vez por ano a sexta-feira dos americanos ganha contornos de insanidade. Multidões acampam na porta de lojas e shoppings para ir às compras e aproveitar um dia inteiro de descontos excepcionais. Correria, loucura, compras até a exaustão! É a Black Friday, data em que os lojistas queimam seus estoques vendendo tudo a preço de banana e dão a largada à temporada de compras de Natal. Praticamente um feriado nacional.

No Brasil, a data começou a ser incorporada ao calendário no início desta década e ganha força a cada ano. Por aqui, ela virou uma oportunidade de comprar barato nas principais lojas virtuais do país. Eu ouvi um obaaaaa?!

Estando a apenas alguns cliques de distância de tantas ofertas tentadoras, com ansiedade a mil, o melhor é respirar fundo para não entrar em furadas. Confira aqui uma seleção de dicas para você aproveitar ao máximo a Black Friday nacional.

1. Foco! Foco! Amiga, tenha foco!

O primeiro passo é criar uma lista do que você realmente precisa: um óculos de sol de qualidade? Trocar de smartphone? Uma lava-roupas nova? Roupas básicas para trabalhar? Defina também quanto dinheiro pretende (e pode) gastar. É facílimo se perder na enxurrada de descontos e comprar desnecessariamente. É aquela novela: quantas vezes você já comprou algo incrível na liqui porque o preço parecia bom e o tal item acabou mofando no fundo da gaveta, com etiqueta e tudo? Lembre-se disso e seja fiel à sua lista e à sua verba. Trate a Black Friday como uma ida a um outlet ou a uma liquidação, e encare-a como uma oportunidade de conseguir barganhas naquilo que você de fato precisa.

2. Pesquise, pesquise, pesquise

Aproveite os dias anteriores à bendita sexta para revirar a internet e esgotar suas dúvidas. Especialmente se você pretende investir em bens duráveis, como eletrônicos, procure sites especializados, informe-se sobre os produtos, compare marcas, leia avaliações de outros consumidores. Quanto mais informações você tiver à mão, menores as chances de se arrepender de uma compra.

3. Ligue o radar

Comece a rastrear com antecedência os produtos que você pretende comprar. Uma boa dica é se cadastrar nos sites de seu interesse e receber e-mails/notificações sobre as ofertas previstas. Fique atenta aos preços. Lembra das pegadinhas que já pregaram em outras edições? Às vésperas da Black Friday, lojas online aumentaram os preços para, vejam que esperteza, conferir “descontões” no grande dia e vender seus produtos praticamente pelo preço original. Cadê a barganha? Sites e plugins cumprem a tarefa de monitorar os preços. Estamos de olho!

Continua após a publicidade

4. Compare preços

Ah, a internet, essa fonte maravilhosa e inesgotável de recursos que nos deixa tontas, tamanha a quantidade de informação disponível. Para a nossa sorte, eles existem: os sites de comparação de preços. Faça deles seus maiores aliados e economize seu tempo na busca pelas melhores ofertas. Com uma simples busca você identifica os sites com os melhores valores para o produto que você procura. Buscapé, Bondfaro e Zoom são boas opções. Cheque também sites de cupons de desconto, como o Busca Descontos.

5. Monte uma força tarefa

Gossip Girl Gossip Girl

Ir às compras com as amigas é sempre divertido – como não amar a maratona olhar vitrine/revirar araras/experimentar tudo/pedir opinião/mudar de ideia 50 vezes acompanhada delas? Já que comprar do conforto de casa na Black Friday dispensa a ida aos provadores, alie-se à sua #squad para identificar e compartilhar as melhores ofertas. Uma boa tática é encarregar cada uma de monitorar um site diferente. Crie um grupo no Whatsapp ou no Facebook, mandem links, dicas e avisem umas às outras sobre tudo o que pintar de melhor ao longo do dia. E claro: na hora das promoções relâmpago, todo mundo com o site aberto pra comprar!

6. Levante a ficha

Use suas habilidades de stalker – as mesmas que fazem de você mestre em fuxicar a vida do ex ou do seu novo alvo – para revirar o histórico da loja antes de fechar qualquer negócio. Use o bom e velho Google e confira as reclamações já postadas (o Reclame Aqui é uma fonte excelente). Para evitar dores de cabeça, opte sempre por sites confiáveis – o PayPal, que é líder mundial em pagamentos online, oferece diversos benefícios aos compradores e disponibiliza aqui uma lista de parceiros e descontos oferecidos por eles; já a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico está conferindo o Black Friday Legal 2015, um selo de credibilidade para lojas que passaram por uma análise feita pela entidade e que garantem compras seguras ao consumidor. Veja também a blacklist – uma lista com sites suspeitos/fraudulentos que entraram para a lista negra do Procon/SP.

7. Cuidado com os golpes

Assim como você está interessada em se esbaldar nos descontos, os hackers já estão à espreita, doidos para se aproveitar dos consumidores desavisados. Tome cuidado com promoções recebidas via e-mail de endereços desconhecidos, por SMS ou via Whatsapp – são os principais canais usados por esses bandidos virtuais. Para comprar tranquila, fizemos uma lista com dicas pra você comprar com segurança no nosso especial de Compras Online. Aproveitou os descontos, mas o produto não chegou como esperava? Procure comprar por meios de pagamentos que te ajudam a ter seu dinheiro de volta. No PayPal, por exemplo, você tem até 180 dias para solicitar reembolso do produto caso dê ruim.

8. Sem desespero! Deixe para depois 😉

Desde que começou a ser incorporada pelos comerciantes brasileiros, a Black Friday já é tipicamente um dia de liquidações com maior presença em lojas virtuais. Mas, nos últimos anos, muitas lojas seguem a onda americana e oferecem mais promoções na segunda-feira seguinte, principalmente de produtos eletrônicos. É a chamada Cyber Monday. Então, se você não garantiu sua barganha na sexta, fica a dica: você pode ter uma segunda chance. 😉 Então, se você não garantiu sua barganha na sexta, fica a dica: você pode ter uma segunda chance. 😉 Independente do dia, fique a postos com um cadastro simplificado com uma carteira virtual, por exemplo, você pode comprar com muito mais rapidez apenas com login e senha – sem correr o risco de o produto acabar no estoque enquanto você preenche aqueles cadastros enooooormes com os dados financeiros.

Continua após a publicidade
Publicidade