Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Coletivos de mulheres: que tal fazer parte?

É clichê mas nunca falha: a união faz a força, miga!

Por Júlia Warken - Atualizado em 21 jan 2020, 13h50 - Publicado em 4 mar 2016, 16h16

Unidas vamos mais longe e os coletivos feministas são a prova disso. Saúde, política, arte, sexualidade, maternidade, espiritualidade, comunicação… as temáticas são diversas, mas a raiz é uma só: reunir, empoderar e criar laços entre mulheres. E como união é a palavra de ordem, existe até um portal que mapeia esses coletivos aqui no Brasil. Criado em 2014 pela mineira Maria Carolina Machado, o MAMU – Mapa de Coletivos de Mulheres visa facilitar o acesso a esses grupos e também a promover interlocução entre eles. Já são mais de 80 coletivos cadastrados, divididos por estados, temáticas e tipos (alguns possuem sede própria, outros existem apenas online, por exemplo). Aqui a gente listou alguns deles para você conhecer melhor, mas vale a pena passar lá na página do MAMU para você localizar todos eles. wink

 

Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde

JPC-PROD/Thinkstock
JPC-PROD/Thinkstock

Fundado há mais de 30 anos, essa ONG busca humanizar o atendimento médico a mulheres. Localizado em São Paulo/SP, o coletivo oferece consultas médicas a preços acessíveis e também o Disk-Saúde gratuito, que tira dúvidas por telefone.

Site: mulheres.org.br

Continua após a publicidade

Universidade Livre Feminista

JPC-PROD/Thinkstock
JPC-PROD/Thinkstock

Sediado em Brasília/DF, esse coletivo promove debate, oficinas artísticas, cursos online e também o compartilhamento de diversos textos, livros e vídeos (através da Biblioteca Feminista e da TV Feminista).

Site: feminismo.org.br

Cunhã

www.cunhanfeminista.org.br
http://www.cunhanfeminista.org.br

Com sede em João Pessoa/PB, esse coletivo já tem mais de 25 anos de história. Atua na promoção dos direitos das mulheres e organiza ações que abrangem temas como sexualidade, direitos reprodutivos, enfrentamento à violência e autonomia feminina.

Continua após a publicidade

Site: cunhanfeminista.org.br 

 

Criola

Thomas Northcut/Thinkstock
Thomas Northcut/Thinkstock

Na ativa desde 1992, a organização visa promover o empoderamento de mulheres negras no Rio de Janeiro/RJ. O coletivo se envolve em diversas ações como a organização de cursos, seminários e oficinas, a manutenção de uma biblioteca própria e a capacitação de ativistas.

Site: criola.org.br

Continua após a publicidade

 

GAMA – Grupo de Apoio à Maternidade Ativa

Facebook/GAMA
Facebook/GAMA

Com sede em São Paulo/SP, o coletivo oferece cursos para gestantes e profissionais da saúde, além de aulas de yoga e muita informação sobre parto humanizado, amamentação e maternidade em geral.

Site: www.maternidadeativa.com.br

THEMIS – Gênero e Justiça

John Takai/Thinkstock
John Takai/Thinkstock

A organização foi criada em 1993 por um grupo de advogadas e cientistas sociais feministas com o objetivo de enfrentar a discriminação contra mulheres no sistema de justiça. O coletivo tem sede em Porto Alegre/RS e desenvolveu o programa de formação das Promotoras Legais Populares (PLPs) – lideranças comunitárias femininas capacitadas em noções básicas de Direito, direitos humanos, organização do Estado e do Poder Judiciário.

Continua após a publicidade

Site: themis.org.br 

Matricaria

matricaria.com.br
matricaria.com.br

O projeto tem como objetivo ser um Guia Virtual de Ecologia Feminina e promove a troca de informações sobre sustentabilidade, medicina alternativa, cultivo de plantas e empreendedorismo. Dentro do site da Matricaria é possível encontrar um vasto material sobre esses temas e lá também funciona a Colméia – Rede de economia solidária para mulheres, onde é possível fazer pequenos anúncios de vendas, trocas, doações e outras atividades.

Site: matricaria.com.br

AzMina

AzMina
AzMina

Criada em setembro de 2015, AzMina é uma revista digital, feminista e gratuita. O material é feito de forma colaborativa e lançado no site a cada dois meses. O foco da revista é disponibilizar matérias investigativas, conteúdo cultural, debate social e editoriais de moda/beleza que contemplem mulheres de A a Z.

Continua após a publicidade

Site: azmina.com.br

Lady’s Comics

Facebook/Lady’s Comics
Facebook/Lady’s Comics

O coletivo visa divulgar o trabalho de mulheres quadrinistas e nasceu em Belo Horizonte/MG, mas hoje conta com colaboradoras de todo o país e também de brasileiras morando no exterior. No site das minas você encontra o BAMQ! – Banco de Mulheres Quadrinistas, que abre espaço para quem quiser divulgar seu trabalho.

Site: ladyscomics.com.br

 

Publicidade