Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

5 dramas de pais que têm filhos que fazem aniversário em janeiro

Dicas para contornar a difícil missão de organizar uma festa no período de férias

Por Ana Carolina Castro 7 jan 2017, 09h10

Só quem tem filhos que nasceram entre o fim de dezembro e o início de janeiro sabe como é complicado organizar uma festa de aniversário. Com os amigos distantes e fornecedores em recesso, os pais precisam se desdobrar para não deixar a data passar em branco. Listamos as 5 maiores dificuldades enfrentadas por quem precisa planejar festas nas férias e damos dicas para driblá-las!

1. Os amigos não estão disponíveis

Com as férias fica mais difícil reunir amigos e parentes para a comemoração, pois muitos podem estar viajando. “Sempre faço convites diferentes, para gerar expectativa nos convidados e garantir que eles venham à festa. Também entrego com bastante antecedência e entro em contato alguns dias antes para confirmar presença”, contou Ingrid Novais, mãe de Rebeca, de 7 anos.

2. Dificuldade para planejar um aniversário logo após as festas de fim de ano

Todo ano a história se repete: você nem se recuperou da agitação das festas e precisa organizar um aniversário. Viagens, passeios e outros planos de férias sempre acabam comprometidos pela elaboração do evento. Mais uma vez, a solução está no planejamento com antecedência.

Continua após a publicidade

3. A criança pode ficar confusa com a ideia de uma data diferente para aniversário e festa

Quanto mais jovem seu filho for, mais difícil será explicar para a criança que a festa não acontecerá no dia do aniversário. Para os pequenos, o melhor é preparar um bolo e cantar parabéns no dia e avisar a criança que haverá outra festa, maior, em uma data posterior.

4. Indisponibilidade dos fornecedores

Depois de Natal e Ano Novo, os fornecedores podem demorar para retomar as atividades. Por isso, os pais cujos filhos aniversariam em janeiro precisam fechar os contratos com bastante antecedência.  

5. Montar a lista de convidados

Uma das maiores dificuldades é definir a lista de convidados, especialmente quando se trata dos colegas de escola. Como as turmas mudam de ano em ano, é sempre difícil escolher quem será convidado – os amigos do ano anterior ou da nova turma. “Meu filho faz aniversário em 6 de janeiro, mas sempre adiamos a festa para a última semana de fevereiro, depois que as aulas já começaram. Assim, o Pedro pode montar a lista com os amiguinhos que quiser”, conta Mariane Ferreira, mãe de Pedro, de 9 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade