4 dicas do chefe de RH do Google para recém-formados

Quer se dar bem na hora de conseguir um emprego? O diretor de RH do Google, Laszlo Bock, conta o que você precisa fazer.

O chefe do RH do Google, Laslzo Bock, conta o que avalia na hora de contratar um funcionário na disputada empresa, considerada uma das melhores do mundo para se trabalhar e eleita a “Melhor Empresa para Você Trabalhar no Brasil” pelo Guia Você S/A de 2013. Em entrevista ao jornal The New York Times, ele deu quatro dicas para quem acabou de se formar e quer entrar para o mercado de trabalho. Confira!

 

1. Faça um currículo direto

Bock conta que a maioria das pessoas não escreve um bom currículo, pois muitos candidatos adicionam informações irrelevantes, abrangentes demais e pouco diretas. “‘Eu escrevi editoriais para o New York Times’ – e daí? O melhor seria dizer: ‘Eu escrevi 50 artigos para o jornal, e eles demonstram três anos de conhecimento que eu tenho sobre certa área'”.

2. Só o diploma não basta

Segundo Laszlo, são poucos os estudantes que param para pensar sobre o porquê estudam determinado curso em determinado lugar e o que eles querem tirar de proveito dessa carreira. “Não vá para a faculdade somente por achar que essa é a melhor coisa a fazer e que ter um diploma, seja ele qual for, é o suficiente”, conta. De acordo com o especialista, é importante refletir sobre os motivos que o levam a investir seu tempo e dinheiro na universidade. “O diploma não é sinônimo de que você possui habilidade para fazer qualquer trabalho”, completa.

 

3. Seja lógico e criativo 

“Uma das coisas que tornam as pessoas mais eficazes é a capacidade de desenvolver os dois lados – o criativo e o lógico”, explica Bock. “Os seres humanos são, por natureza, criativos, mas não essencialmente lógicos. Essas são habilidades que você deve aprender”, complementa. 

4. Nada de discurso vazio na entrevista de emprego

Para o chefe de RH do Google, o mais importante é não ser confuso na hora de enumerar as habilidades e dizer o que já fez de relevante com elas. “Seja claro. O que você deve dizer é: ‘Aqui está a experiência que eu vou demonstrar; esta é a história que comprova essa experiência e aqui, como ela a comprova.’ Assim, você explica sua bagagem de forma direta, o que muitos têm dificuldade para descrever”, diz.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s