10 dicas valiosas para lidar com o pós-parto

Respondemos às principais perguntas feitas por mulheres depois da chegada do bebê e damos sugestões para driblar os problemas

Dr. Oscar Serrallach, autor de ‘O guia definitivo para o pós-parto’, diz, em seu prefácio, a seguinte frase: “O bem estar das mães é o tecido com o qual é feita a roupa do futuro da nossa sociedade”. De fato, ele está certo. Além de toda a experiência marcante que é ter um bebê, de nada adianta se a mãe não está bem com sua mente e seu corpo.

Vivemos em uma sociedade onde o esperado é ver uma mãe fazer malabarismos para lidar com a maternidade, o trabalho, a família e os cuidados consigo mesma. Durante o pós-parto, essas “acrobacias” podem ficar ainda mais difíceis de serem executadas. Esta fase é marcada por grandes mudanças e adaptações. De inchaços a até mesmo depressão, o período pode não ser tão fácil.

Para esclarecer dúvidas, CLAUDIA conversou com a médica Erica Mantelli, obstetra, ginecologista e sexóloga, e respondeu as 10 perguntas mais comuns feitas por mulheres que acabaram de dar à luz.

 

Meus pés continuam inchados mesmo após a gravidez. É normal?
É bastante comum o inchaço nos pés e também nas pernas. “Principalmente em mulheres que tiveram um ganho de peso mais excessivo, mulheres que passaram por cesárea, que receberam bastante medicação e que ficaram muito tempo sem se movimentar. Essa retenção tende a regredir nos primeiros dias e primeiras semanas pós-parto”, diz a dra. Erica. Uma dica é a drenagem linfática, o uso de meias elásticas e a boa e velha caminhada após o parto.

Mas cuidado! Quando o inchaço fica assimétrico (por exemplo, uma perna mais inchada que a outra), é importante ir ao médico. Esse sintoma pode estar relacionado à trombose.

O que faço para evitar que o leite endureça dentro dos seios?
Isso ocorre quando há uma produção excessiva de leite, ou em casos em que a mulher apresenta problemas de amamentação em uma das mamas. “É importante que o bebê não mame um volume muito grande de leite, pois em geral a mulher produz mais leite do que o necessário. Até acertar essa demanda, a produção deve ser moderada sob orientação médica.” Uma dica é a mãe fazer uma massagem antes da amamentação, caso o seio esteja muito duro.

Estou sentindo muita dor enquanto amamento. Será que estou fazendo algo errado?
Essa situação é extremamente normal. “É um momento de aprendizado tanto da mãe quanto do bebê. Alguns mamilos ficam sensíveis e é natural sentir um incômodo, mas isso acontece somente nos primeiros dias“. Às vezes a dor surge de uma posição inadequada, ou o bebê pode estar sugando apenas o mamilo sem abrir a boca adequadamente. Em casos extremos, o bebê deve ser avaliado em um fonoaudiólogo, para analisar sua cavidade oral.

Estou me sentindo muito triste. O que pode ser?
“Uma tristeza leve após o parto é normal, muitas mulheres podem apresentar esse quadro. Acontece por causa das alterações hormonais”, explica Dra. Erica. A mudança brusca pode levar à melancolia ou à insegurança. Ter apoio do companheiro(a) é fundamental.

Posso fazer dieta para emagrecer mesmo amamentando?
É possível. “O mais importante de tudo é que essa dieta seja indicada pelo seu médico e por um nutricionista.” Nada de dietas malucas!

Engordei demais durante a gestação e agora não consigo voltar ao meu peso anterior. O que eu faço?
Para os casos de ganho de peso em excesso é super importante que haja um nutricionista nesse processo. “Atividades físicas com orientação adequada ajudam muito.”

Minha barriga ficou flácida. E agora?
É normal a flacidez intensa na região abdominal após o parto. “A pele estica por causa da distensão realizada pela gestação. Existem tratamentos que podem ser realizados indicados por dermatologistas. Com o tempo, tende a amenizar.”

Sexo no pós-parto: pode?
Nos primeiros 45 dias não é indicado, independente do tipo de parto. “Nesse período o colo do útero ainda está aberto e ainda há a eliminação de secreções do útero. Ter relações sexuais nesse momento é arriscado e pode gerar uma infecção.”

Estou com baixa libido. É normal?
“É esperado, uma vez que as alterações hormonais estão a todo vapor.” Mulheres que estão em aleitamento materno produzem um hormônio chamado prolactina, que abaixa o nível de testosterona, diminuindo a libido. “Além disso, o período pós-parto é cansativo. Muito cansaço, sono irregular, não estar satisfeita com seu próprio corpo também pode ser um agravante.”

O que fazer diante do surgimento de estrias?
As estrias devem ser avaliadas pelo dermatologista, para analisar qual deve ser a medida tomada. “Tem estrias mais profundas e tem estrias que são mais superficiais”, conclui.

Leia também: Os brincos que vão bombar em 2019

+ Como a Lua Cheia de 24 de outubro vai afetar o seu signo