Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Saiba quem pode participar da campanha de vacinação contra a gripe

A campanha de imunização contra a Influenza começa nesta segunda-feira (12) em todo o país

Por Da Redação Atualizado em 12 abr 2021, 15h39 - Publicado em 12 abr 2021, 12h44

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe se inicia nesta segunda-feira (12) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A meta é de que, até o final da campanha, no dia 9 de julho, pelo menos 90% do grupo prioritário seja vacinado com os imunizantes produzidos pelo Instituto Butantan, assim como nos outros anos.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a imunização contra o vírus Influenza acontecerá simultânea à da Covid-19. Portanto, é importante estar atento a detalhes importantes, inclusive de quem deve participar ou não participar da campanha.

Por este motivo, pela primeira vez, os idosos não vão ser os primeiros na lista de imunização. Veja quais são os grupos prioritários e a ordem de vacinação:

1ª etapa — de 12 de abril a 10 de maio: crianças, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.
2ª etapa — de 11 de maio a 8 de junho: idosos e professores.
3ª etapa — de 9 de junho a 9 de julho: demais grupos prioritários.

Leia mais recomendações de especialistas sobre a vacinação simultânea para Covid-19 e Influenza

  • Crianças com mais de 6 meses e menos de 6 anos de idade
  • Gestantes e puérperas
  • Pessoas com mais de 60 anos
  • População indígena
  • Trabalhadores da saúde
  • Professores
  • Profissionais das forças de segurança e das forças armadas
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e portuários
  • Funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens que cumprem medidas socioeducativas

A recomendação do Governo Federal é de que as pessoas que estão no grupo prioritário da vacinação contra a gripe, mas que ainda não foram vacinadas contra o coronavírus, devem dar prioridade à dose contra a Covid-19 e agendar a vacina contra a Influenza. Além disso, é necessário dar um intervalo de, no mínimo, 14 dias entre as duas vacinas.

A vacinação contra a Influenza, que ocorre periodicamente todos os anos, além de prevenir casos graves de gripe, ajuda a reduzir os sintomas que, por muitas vezes, são confundidos com os da Covid-19.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade