CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Tendências fitness: as modalidades que vão dar o que falar em 2016

Pesquisa anual, feita por cerca de 3000 experts no assunto, revelou as dez modalidades com maior potencial de bombar no próximo ano. Confira!

Por Fernanda Morelli Atualizado em 28 out 2016, 14h38 - Publicado em 29 out 2015, 18h17

Se você ainda não faz parte desse time, certamente já viu alguém andando por aí com uma pulseirinha que conta os passos, correndo com o celular na mão ou usando um relógio capaz de contabilizar as calorias queimadas, a quilometragem percorrida e monitorar a frequência cardíaca – tudo ao mesmo tempo.

Pois de acordo com o American College of Sports Medicine (Colégio Americano de Medicina do Esporte) essa inovação, chamada tecnologia “Wearable”, é a tendência fitness número 1 de 2016. “Esses dispositivos tecnológicos fazem parte, agora, do nosso dia a dia, e mudaram a maneira como planejamos e gerenciamos nossos treinos”, diz Walter R. Thompson,  autor da pesquisa e diretor da Faculdade de Educação e Desenvolvimento Humano, da Georgia State University, em Atlanta (Estados Unidos). Não é à toa: ele oferecem praticidade, segurança, feedback imediato e ainda estimulam a prática de exercícios e superação de metas. Da até para competir – e ganhar, claro – dos amigos!

Confira a lista das 10 principais tendências de 20163

 1. Tecnologia Wearable: como pulseiras fitness, relógios inteligentes, monitores de batimento cardiáco e GPS.

2.  Treinamento de peso corporal: Treino feito com o peso do corpo, usando o mínimo de equipamento possível (o que torna a atividade mais acessível).

3. Treino Intervalado de Alta Intensidade: o treino envolve os chamados tiros (máxima intensidade em um curto período de tempo) com momentos de descanso e recuperação (normalmente o treino tudo dura menos de 30 minutos).  

Continua após a publicidade

4. Treinamento de força: A clássica musculação continua sendo uma das primeiras opções para quem busca um programa de exercícios completo (de iniciante à avançado e para ambos os sexos).

5. Educadores físicos certificados e experientes: É importante que o praticante escolha programas com acompanhamento de profissionais qualificados e com registro profissional (aqui no Brasil, aprovado pelo Conselho Regional de Educação Física).

6. Personal Training. Cada vez mais os profissionais estão se especializando nos movimentos do corpo, o que os torna ainda mais preparados para o acompanhamento em exercícios particulares ou em academias.

7. Treinamento Funcional: exercícios feitos com o peso do próprio corpo  para melhorar o equilíbrio e preparar o corpo para as atividades básicas do dia a dia. A tendência é que esse tipo de treino seja mais aproveitado por adultos e por praticantes da terceira idade.

8. Programas Fitness para Adultos mais velhos: Contrapondo o boom fitness entre os jovens, há uma grande tendência em programas voltados para o público mais velho, preocupados com a saúde e bem-estar.

9. Exercício e perda de peso. A dupla nutrição + exercício é a chave do sucesso para um bom programa de emagrecimento. Profissionais de ambas as áreas estão trabalhando cada vez mais em conjunto para potencializar os resultados e para um maior controle do programa.

10. Yoga. Baseada em tradições ancestrais a Yoga (incluindo diversas modalidades e diferentes vertentes) usa uma série de posturas corporais que visam a saúde e o relaxamento.

Continua após a publicidade

Publicidade