Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Saiba que princípios ativos procurar em seus produtos para pele oleosa

Estes ingredientes potencializam os bons efeitos de sabonetes, tônicos, cremes, géis e séruns desenvolvidos para controlar a oleosidade da pele.

Por Raquel Drehmer - Atualizado em 16 jan 2020, 10h35 - Publicado em 10 ago 2018, 22h16

A pele oleosa tem características bem próprias: brilho excessivo, poros dilatados, uma tendência ao surgimento de espinhas e cravos e ao desenvolvimento de acne. Tudo causado pela produção excessiva das glândulas sebáceas.

Os motivos que levam a essa produção exagerada e indesejada, como explica a dermatologista Caroline Omram Ahmed, da clínica Quovita, podem ser “associados à genética ou secundários, como alterações hormonais, alimentação inadequada, dieta rica em carboidratos e gorduras, estresse e uso de cosméticos.” O clima quente e úmido do Brasil colabora com essa equação, o que torna a pele oleosa a mais comum em nosso país.

O melhor caminho para combater isso tudo e ter uma pele saudável e mais bonita é partir para os cuidados diários e, se necessário, um tratamento dermatológico.

O objetivo é controlar a oleosidade, o que levará ao fechamento dos poros, ao sumiço gradativo das espinhas e dos cravos e a uma aparência mais suave, menos “espessa”. A acne precisa de um tratamento mais específico que sempre deve ser acompanhado por uma dermatologista.

Também ajuda muito escolher produtos que tenham princípios ativos poderosos para potencializar o combate à oleosidade da pele. Caroline e a dermatologista Paula Chicralla indicam quais são os ingredientes que você deve procurar nos rótulos ao comprar seus sabonetes, tônicos, cremes, séruns e géis específicos para pele oleosa.

Continua após a publicidade

Ácido salicílico

Induz a renovação celular, regula a oleosidade e é anti-inflamatório. Consegue penetrar bem nas camadas da pele e é indicado para a desobstrução dos poros.

Ácido glicólico

Também estimula a renovação celular e equilibra a oleosidade. Além disso, clareia manchas e, por chegar às fibras elásticas cutâneas, mantém ou recupera a firmeza da pele.

LHA (lipohidroxiácido)

Derivado dos ácidos salicílico, glicólico e lático, é um princípio ativo que impede a formação de cravos. É super suave e não causa irritação.

Zinco

Diminui a produção das glândulas sebáceas e, consequentemente, regula o brilho da pele.

Nicotinamida

Esta vitamina do complexo B é anti-inflamatória e causa um leve ressecamento que melhora a textura da pele, tirando aquele aspecto “engrossado” da pele oleosa.

Continua após a publicidade
Publicidade