OMS tira restrição de medicamentos com ibuprofeno para tratar a Covid-19

Já o Ministério da Saúde orienta que esse tipo de remédio deve ser evitado por precaução

A Organização Mundial da Saúde (OMS) voltou atrás nesta quinta-feira (19) sobre a não recomendação de medicamentos a base de ibuprofeno para tratar possíveis sintomas do novo coronavírus. A OMS diz que não tem “conhecimento de relatos de efeitos negativos do ibuprofeno”.

A orientação tinha sido feita após a publicação de uma pesquisa pela revista científica The Lancet, no dia 11 de março, que sugeria que pacientes com diabetes e hipertensão tinham riscos de desenvolver quadros mais severos da doença ao serem tratados com a substância.

Entretanto, a entidade fez uma revisão nas pesquisas científicas e constatou que “não temos conhecimento de relatos de efeitos negativos do ibuprofeno, além dos efeitos colaterais conhecidos usuais que limitam seu uso em determinadas populações”, afirmou a OMS em nota.

Já o Ministério da Saúde, em seu perfil oficial no Twitter, orienta que os medicamentos a base de Ibuprofeno ainda sejam substituídos por precaução por outros analgésicos. O ministério reforça que “é fundamental que a substituição de medicamentos seja feita com recomendação de um profissional de saúde”, alertam.

No último sábado (14), o ministro da Saúde da França, Oliver Véran, já havia contraindicado o uso de ibuprofeno para a Covid-19. Em sua conta no Twitter, escreveu: “Tomar medicamentos anti-inflamatórios (ibuprofeno, cortisona…) pode ser um fator para agravar a infecção. Se tiver febre, tome paracetamol.”

O que diz o estudo?

A pesquisa publicada pela The Lancet mostra que medicamentos com ibuprofeno ativam o ECA2, um receptor presente naturalmente no corpo humano e que pode potencializar a ação do novo coronavírus.

Isso acontece porque o vírus usa esse receptor para invadir as células da pessoa infectada, de acordo com um estudo anterior publicado na revista Science. Portanto, o uso de ibuprofeno aumenta a quantidade dos receptores ECA2 no organismo, levando a uma possível potencialização da ação do vírus.

No entanto, vale ressaltar que o estudo da The Lancet foi apenas observacional e não indica uma relação de causa e consequência.

Quais são os medicamentos a base de ibuprofeno?

O ibuprofeno está incluso na família de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) e é usado, normalmente, para aliviar os sintomas de febre, dores leves a moderadas, associadas a gripes e resfriados comuns, dor de garganta, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, cólicas menstruais e dores musculares.

Por isso, é importante saber quais são alguns dos principais medicamentos que levam este princípio ativo em sua composição e substituí-los por outros medicamentos com a mesma função.

Medicamentos com ibuprofeno:

  • Advil: usado para aliviar dores de cabeça, dor nas costas e dor muscular;
  • Algiflex: analgésico indicado para a redução de dores e de inflamações agudas ou crônicas e para o tratamento da osteoartrite, artrite reumatoide e cólicas menstruais;
  • Algi-Reumatril: indicado para o alívio da febre e dores de gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor nas costas, dor muscular e cólica menstrual;
  • Alivium: semelhante ao Advil, também é usado no tratamento de dores de cabeça, costas e muscular;
  • Buprovil: indicado para o alívio de dores, inflamações e febre;
  • Buscofem: usado para o combate às cólicas menstruais;
  • Dalsy: usado para o alívio da dor de gripes e resfriados comuns e febre;
  • Doraliv: medicamento de uso pediátrico para o alívio de febre e dor de gripes e resfriados comuns;
  • Doraplax: indicado para o alívio de dores de cabeça, dores musculares, febre e cólica menstrual;
  • Febsen: medicamento de uso pediátrico para o alívio da febre e dor;
  • Ibuflex: usado para o alívio de dor de cabeça, dor muscular, febre e cólicas;
  • Ibufran: usado para combater inflamações, dor e febre;
  • Ibuliv: indicado para o alívio de dor de cabeça, dor muscular, febre e cólicas menstruais;
  • Ibupril: indicado para o alívio de dores, febre e cólica menstrual;
  • Ibupromed: de uso adulto e pediátrico, alivia dor da gripe e resfriado e febre;
  • Ibuprotrat: de uso pediátrico, alivia dores e febre;
  • Ibuvix: indicado para o alívio de cólicas menstruais;
  • Lombalgina: indicado para o tratamento de artrite juvenil, cólicas menstruais, dor no dente, dor de cabeça, febre, gota e inflamação leve e moderada;
  • Motrin: usado para o alívio de dor e febre;
  • Novalfem: usado para o alívio de dor e febre;
  • Parartrin: indicado para o alívio da dor, febre e inflamação;
  • Spidufen: indicado para o alívio de dor e inflamação;
  • Uniprofen: indicado para o alívio de cólicas menstruais, dor e febre.

Você pode substituí-los por:

  • Algie, Atroveran, Buscopan composto, Feldene: para cólicas menstruais;
  • Anagripe, Benegripe, Dipirona Monoidratada, Novalgina, Paracetamol, Resfenol, Trimedal: para dores e febre proveniente de gripes e resfriados;
  • Doril, Dorflex, Neosaldina: para dor de cabeça e enxaqueca.

Lembre-se: se você já faz algum tratamento com o uso de ibuprofeno, não pare de tomar sem antes consultar seu médico de confiança. O mesmo vale para quem estiver com os sintomas do Covid-19. Procure orientação médica e evite a automedicação.

Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

%d blogueiros gostam disto: