Farmácias podem dar desconto em medicamentos caros; entenda como e por quê

Precisa comprar um antibiótico caro para seu filho? Você pode obter um preço mais acessível com desconto oferecido pelos laboratórios

Você sabia que é possível receber descontos em remédios de preço alto, como os antibióticos, ou de uso continuado, como os de diabetes, ao realizar um cadastro nas farmácias? Este é um benefício oferecido pelos laboratórios, mas muitos ainda não têm o conhecimento sobre ele.

É o caso de Jimmy Sinner, que fez uma publicação no Facebook que viralizou. Ele descobriu que, após sua filha contrair otite pela segunda vez, ele poderia receber desconto para comprar o antibiótico necessário para o tratamento – o Clavulin. A revolta do rapaz, no entanto, foi que ele não havia sido avisado do desconto pela farmácia na primeira vez que precisou comprar o medicamento.

Ele conta que, na primeira vez, gastou 180 reais na quantidade de caixas suficientes do medicamento para o tratamento. Na segunda vez, perguntou à médica que atendia sua filha se havia uma forma de conseguir o remédio a um preço mais barato.

VEJA os assuntos que mais estão bombando nas redes sociais

“A doutora me disse que alguns desses fabricantes de remédios, principalmente desses mais caros, oferecem um desconto podendo chegar até absurdos 40%. E sabem o que mais? As farmácias sabem disso, mas se você não pedir, não te avisam”, escreveu ele na publicação.

“E como se consegue isso? Simples, basta chegar no balcão da farmácia, perguntar o valor do medicamento (pra evitar ser enganado) e após isso perguntar quanto fica com o cadastro direto pelo laboratório/fabricante. O cadastro é feito por eles e não leva 5 minutos”, completou.

O caso repercutiu na rede social, somando 34 mil comentários, 29 mil curtidas e 90 mil compartilhamentos.

O que dizem as farmácias

Eugênio de Zagottis, vice-presidente de planejamento e relações com investidores da RD (Raia Drogasil), explica que os funcionários das farmácias são instruídos a sempre informar os clientes quando há programa de desconto do laboratório fabricante do medicamento.

“Essa informação está disponível no próprio sistema das lojas para garantir que a informação seja sempre prestada ao cliente.” Além disso, ele explica que os descontos são oferecidos pelas indústrias farmacêuticas. “Tanto os medicamentos incluídos como os descontos a serem concedidos são estabelecidos pela própria indústria”, diz.

Felippe Gontier, gerente comercial do Grupo DPSP (Drogarias Pacheco e São Paulo), ainda afirma que as farmácias são obrigadas a informar o desconto para o cliente. “O papel da farmácia é repassar e informar o desconto para o cliente, sendo este formulado e determinado pela indústria farmacêutica”, comenta.

Gontier explica também que qualquer cliente tem direito ao desconto, desde que faça um cadastro na plataforma dos programas disponíveis na Pacheco e São Paulo. Ele ainda afirma que não há necessidade de ter convênio médico para ganhar desconto dos laboratórios. O mesmo funciona para os clientes da Droga Raia e Drogasil.

Segundo Zagottis, a concessão desse nível de descontos em medicamentos em geral só é possível quando existe subsídio por parte do laboratório. “O desconto é repassado integralmente para o paciente, em contrapartida os laboratórios realizam um ressarcimento para as farmácias para que esse desconto elevado seja praticado no ponto de venda”, completa Gontier.

Para saber mais sobre os programas de desconto específicos de cada rede de drogarias, consulte os sites específicos.

Leia também: Alemanha multará pais que não vacinarem filhos contra sarampo

+ Mulher quase perde a visão por mau uso de lentes de contato

Relacionamento abusivo: saiba se você está em um no podcast Senta Lá, CLAUDIA