Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Após diagnóstico de Covid-19, Ellen Degeneres aconselha os seguidores

Nesta quarta-feira, os Estados Unidos atingiram a triste marca de 3.034 mortes causadas pelo novo coronavírus

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2020, 18h24 - Publicado em 10 dez 2020, 18h17

Ellen DeGeneres está entre os mais de 15 milhões de casos diagnosticados com Covid-19 nos EUA. Aos 62 anos, a apresentadora deu a notícia ao público por meio de suas redes sociais nesta quinta-feira (10).

Acalmando os fãs, ela disse: “Quero que vocês saibam que eu testei positivo para Covid-19. Felizmente, estou me sentindo bem agora. Todos que tiveram contato próximo comigo foram notificados e estou seguindo todas as diretrizes apropriadas do Centro de Controle de Doenças”.

Assim como outros famosos, Ellen aproveitou para alertar sobre a doença e recomendar o isolamento. “Por favor, se mantenham seguros e saudáveis”.

Com isso, as gravações de seu programa The Ellen DeGeneres Show devem ser interrompidas até janeiro, como informou a Variety. “Vejo vocês após as festas de final de ano”, escreveu a apresentadora.

A segunda onda nos EUA

Nesta quarta-feira (9), os Estados Unidos atingiram a triste marca de 3.034 mortes causadas pelo coronavírus, segundo o monitoramento da Universidade Johns Hopkins. O número é equivalente às vidas perdidas no atentado terrorista no World Trade Center. Desde o início da pandemia, a média diária é de 2.230 óbitos.

No início da semana, os representantes do governo decidiram um cronograma nacional de imunização. A partir daí, foi decidido que 24 milhões de pessoas serão vacinadas até janeiro. Em março, a previsão é de que um grupo de 100 mil cidadãos recebam o imunizante.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade