CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Dermatologistas esclarecem 10 mitos e verdades sobre acne

Chocolate dá espinha? A acne é hereditária? Encontre respostas para essas e outras dúvidas nesta página.

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 16 jan 2020, 10h58 - Publicado em 31 jul 2018, 18h58

Os mais diferentes fatores – como alimentação, ações hormonais, estilo de vida, uso de determinados cosméticos, só para citar alguns deles, – podem ser os grandes responsáveis pelo surgimento da acne na pele. E por mais que cada rosto tenha suas particularidades, e a presença de cravos e espinhas varie muito de pessoa para pessoa, ainda existem certas dúvidas sobre eles que costumam ser unanimidade para muitas mulheres.

Para acabar de vez com as principais delas, batemos um papo esclarecedor com as dermatologistas Alessandra Toledo, referência no tratamento de melasmas e manchas de pele, Narjara Montefusco, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Cristiane Braga Kanashiro, médica na Clínica Due, e mostramos a seguir dez dos principais mitos e verdades sobre acne, seja na adolescência ou na idade adulta.

1. A acne é hereditária

Verdade. A ação dos hormônios andrógenos (como a testosterona) é genética e vai, sim, passando dos pais para os filhos. Se um dos pais teve acne durante a adolescência, por exemplo, aumentam também as chances do filho (a) apresentar a condição durante esse mesmo período da vida.

Além dos genes, outros fatores que podem causar o aparecimento da acne são: alergias, desequilíbrios hormonais (em especial, na puberdade), presença de uma bactéria (a chamada Propioniumbacterium Acnes), estresse excessivo, ansiedade, má alimentação – ou seja, ingestão exagerada de açúcares e gorduras, que causam o aumento da produção de sebo – , uso de alguns medicamentos e de cosméticos que não correspondem às condições naturais da sua pele.

2. Comer chocolate causa o surgimento de espinhas na pele

Depende. É que o problema em si não está tanto no cacau, mas sim nas grades quantidades de açúcares e gorduras presentes em alguns chocolates. Como já pontuamos no item acima, quando há uma presença exagerada de gorduras saturadas na alimentação, aumenta também a probabilidade da acne se manifestar.

Produtos artificiais, como alguns sucos e molhos, doces industrializados, bolachas recheadas, salgadinhos e alimentos congelados, além de carnes muito gordurosas, frituras, pães e laticínios em geral, se ingeridos sem moderação, também podem ser responsáveis pela presença das espinhas.

Leia Mais: Chocolate não é vilão: conheça seus benefícios para a saúde

3. A acne é contagiosa

Mito. Apesar de ser classificada como doença infecciosa, a acne é uma resposta individual do organismo e, portanto, não transmissível de pessoa para pessoa.

4. Toda mulher, durante a TPM, está sujeita a ter mais espinhas

Verdade. Cristiane e Narjara garantem que durante o período pré-menstrual, marcado por alterações hormonais, costumam surgir sintomas inflamatórios como retenção de líquidos, irritabilidade e aumento da oleosidade, tanto do couro cabeludo quanto da pele – e se existe um aumento de oleosidade, existem chances da acne pipocar, no rosto e no corpo.

Outra coisa que acontece durante a TPM, por conta da ação dos hormônios, é um maior consumo de alimentos açucarados e gordurosos, que também contribuem para o problema.

Continua após a publicidade

5. A acne pode surgir em qualquer idade

Verdade. Alessandra afirma que, apesar de ocorrer em maior quantidade durante a puberdade e a adolescência, cravos e espinhas podem aparecer também na fase adulta, não só por culpa dos hormônios – reforçamos aqui que hereditariedade, estresse, obesidade, colesterol alto e síndromes endócrinas, como a Síndrome do Ovário Policístico (SOP) e a Síndrome Metabólica podem ser as causas da sua acne pós-adolescência. O ideal é consultar um profissional da área para saber de onde ela vem e qual a melhor forma de tratá-la, com produtos específicos para o seu tipo de pele.

6. Espinhas não devem ser espremidas, em hipótese alguma

Verdade. Cutucar a pele, além de não eliminar toda a acne, pode deixar marcas, manchas e cicatrizes irreversíveis. Ah! Tocar o rosto em excesso, assim como deixar os cabelos em contato constante com a pele também agravam a acne – lembre-se disso quando os dedinhos começarem a coçar, combinado?

7. Estresse causa acne

Verdade. Pessoas estressadas tendem a apresentar um aumento na ação dos hormônios inflamatórios, como cortisol e insulina, aumentando também a oleosidade da pele, bem como apresentando uma piora nas lesões causadas por acne já existentes.

8. Tomar sol ajuda a melhorar o aspecto das espinhas

Mito. O que ocorre ao se expor ao Sol (sempre com filtro solar, por favor!), por conta do bronzeamento, é uma sensação inicial de melhora no aspecto das lesões da pele. Porém, o efeito posterior é o rebote – ou seja, um aumento da oleosidade e das inflamações que já estavam lá.

E por falar em Sol, é durante o verão que a acne mais gosta de se manifestar. Temperaturas elevadas e uso de protetores oleosos aumentam a ação das glândulas sebáceas, que produzem mais suor e, claro, oelosidade.

9. A prática de exercícios físicos pode melhorar o aspecto da pele

Verdade. Pelo menos, se combinada a uma alimentação saudável e outros hábitos a favor da pele – como o trio básico: limpeza, hidratação e proteção – , é comprovado que a prática de exercícios físicos melhora a circulação sanguínea, oxigena os órgãos e ajuda a eliminar algumas toxinas do organismo, por meio da transpiração. Assim,os poros se tornam responsáveis por expelir naturalmente as impurezas.

10. A limpeza de pele é sempre recomendável para o tratamento da acne

Depende. Cristiane aponta que, principalmente quando as lesões causadas pela acne já estão muito inflamadas, o melhor mesmo é evitar a manipulação delas e, consequentemente, limpezas de pele, que podem ser agressivas.
Entretanto, se feita com base em recomendações médicas, a limpeza de pele ajuda a remover os chamados comedões, que pode tornar o aspecto da pele mais uniforme. Ah! Ela sempre deve ser feita por um profissional experiente da área, caso contrário, manchas e pele com ainda mais acne podem se tornar uma realidade.

Continua após a publicidade

Publicidade