Ana Maria Braga mostra os efeitos terapêuticos do tricô

A apresentadora entrevistou a própria filha, Mariana Maffei, que há um ano faz parte de um grupo de homens e mulheres que se reúnem para tricotar em um espaço charmoso chamado Novelaria e brincou: "Vim encontrar aqui uma aluna frequentadora"

Para aquelas que são fãs das agulhas longas e dos novelos de lã, a edição do programa Mais Você desta última quarta-feira (11) foi imperdível. Ana Maria Braga apresentou os efeitos terapêuticos de tricotar para quem está realizando tratamentos de ansiedade e depressão pois quem realiza a atividade alcança um estágio de relaxamento: “Assim como no ioga, a prática reduz os batimentos cardíacos, a pressão arterial, os níveis de hormônios ligados ao estresse. E ainda mais: fazer crochê ou tricô ainda pode ajudar a reduzir as dores crônicas, segundo uma pesquisa realizada com pacientes do sistema público de saúde inglês”, comentou a apresentadora durante o quadro especial.

Mas as surpresas não param por aí: Ana entrevistou a própria filha, Mariana Maffei, que há um ano faz parte de um grupo de homens e mulheres que se reúnem para tricotar em um espaço charmoso chamado Novelaria e brincou: “Vim encontrar aqui uma aluna frequentadora”. Em resposta às perguntas da mãe, ela disse ter visto algumas lãs naturais que havia comprado na época em que sua filha Joana nasceu: “Minha motivação foi querer fazer algo com o material natural, da ovelha mesmo. Comecei a fazer o ponto do tricô normal, que você me ensinou. Fui fazendo coisas para as filhas, que iam me pedindo… Para o marido, só um gorrinho mesmo”, declarou Mariana com uma gargalhada em seguida. 

O artista plástico Thiago Resende, que também faz parte do mesmo grupo que a filha da apresentadora, é idealizador do projeto Homem na Agulha – que busca romper com a imagem de que a atividade é apenas direcionada ao público feminino. Thiago usa o seu talento para confeccionar bonequinhos do estilo japonês amigurumi, que são feitos em crochê com enchimento. Gostou? Clique aqui e veja aqui a íntegra do programa.