Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Acne x protetor solar: dermatologistas esclarecem mitos e verdades

Quem tem acne pode e deve se expor ao sol com proteção contra os raios UVA e UVB.

Por Raquel Drehmer - Atualizado em 16 jan 2020, 09h35 - Publicado em 2 set 2018, 15h28

Mesmo sabendo de todos os males que os raios ultravioletas do sol podem causar em nossas peles – de envelhecimento precoce a câncer de pele, passando por doenças como a milária solar –, é comum quem tem acne apresentar uma certa resistência a usar protetor solar.

O motivo desse medo é ancestral, como explica a dermatologista Anelise Ghideti, da AE Skin Center de São Paulo: “Os protetores solares antigos tinham uma textura muito pesada e deixavam a pele mais oleosa por obstruir as saídas das glândulas sebáceas, e a acne de fato piorava.”

Mas hoje em dia não é mais assim, pois já são comuns nas prateleiras de farmácias os protetores solares desenvolvidos especialmente para quem tem pele oleosa e/ou acneica, que não causam nenhum efeito colateral.

A seguir, Anelise e o dermatologista Daniel Dziabas, membro da SBD, esclarecem de uma vez por todas os principais mitos e verdades sobre a relação entre a acne e o protetor solar. Porque todas as peles precisam de proteção diária.

Usar protetor solar pode piorar a acne já existente

MITO. Isso só ocorre se você usar produtos não adequados para pele oleosa e acneica, que normalmente são em creme e vão causar a obstrução da secreção das glândulas sebáceas e piorar a acne. Usando os protetores solares desenvolvidos para quem tem acne, o risco de piora não existe.

Aliás, esta regra vale para todos os produtos para a pele, de sabonetes a cremes de tratamento: sempre que for usado algo para outro tipo de pele, pode esperar por consequências negativas.

O protetor solar pode causar acne em quem não a tenha

MITO. A acne se inicia dentro do organismo, com a produção de sebo excessiva pelas glândulas sebáceas, e nenhum produto de uso tópico – ou seja, aplicado na superfície da pele – é capaz de interferir nisso.

Tomar sol sem protetor solar “seca” a acne e melhora a pele

MITO. Expor-se ao sol sem protetor deixa a pele mais densa e ressecada, o que causa uma falsa sensação de melhora. Mas na sequência vem o efeito rebote, que piora a acne. Daniel explica de que se trata: “Devido ao ressecamento, o organismo automaticamente aumenta a produção de sebo, para compensar a desidratação sofrida. E como a camada mais superficial da pele está mais grossa, os poros ficam obstruídos, em uma situação propicia para a formação de nova acne.”

Anelise destaca, ainda, que “a exposição solar desprotegida pode piorar a formação de manchas onde há lesões, devido à hipercromia pós-inflamatória.”

Continua após a publicidade

O protetor solar pode ajudar no tratamento da acne

VERDADE. Os protetores solares para pele acneica desenvolvidos por boas marcas, que investem em pesquisa e tecnologia, contêm princípios ativos tanto secativos quanto que ajudam a controlar a oleosidade ao longo do dia. Está tudo bem explicadinho nos rótulos, mas você pode pedir a ajuda do/a dermatologista para escolher o melhor produto para usar diariamente.

É fácil identificar protetores solares para pele com acne em farmácias

VERDADE. “Devem ser usados produtos que tragam nos rótulos termos como ‘toque seco’, ‘efeito mate – sem brilho’, ‘oil free’, ‘controle de oleosidade’, ‘toque limpo’, ‘fluidez’”, lista Daniel, que acrescenta que os veículos ideais para esse tipo de pele são gel, gel creme, sérum e loção.

Quem tem acne deve passar menos protetor solar e reaplicá-lo com mais frequência

MITO. A quantidade de protetor solar indicada no Consenso Brasileiro de Fotoproteção da SBD é o mesmo para quem tem e para quem não tem acne. A recomendação é:

– Para rosto, cabeça e pescoço: 1 colher de chá

– Para braço e antebraço direitos: 1 colher de chá

– Para braço e antebraço esquerdos: 1 colher de chá

– Para o torso: 2 colheres de chá (1 para a frente e 1 para as costas)

– Para coxa e perna direitas: 2 colheres de chá (1 para a parte da frente e 1 para a de trás)

– Para coxa e perna esquerdas: 2 colheres de chá (1 para a parte da frente e 1 para a de trás).

Para dias comuns na cidade, você deve aplicar o protetor solar pela manhã e reaplicá-lo no começo da tarde. Quando estiver na praia ou na piscina, as reaplicações devem ser de duas em duas horas ou em um intervalo menor em caso de mergulho na água.

Continua após a publicidade
Publicidade