6 benefícios do tricô para a sua saúde

Atividades artesanais diminuem o estresse e ajudam a evitar o declínio nas funções cerebrais com o passar dos anos

Os efeitos do artesanato no seu corpo vão muito além do estado de relaxamento que eles produzem. Não é à toa que cresce a cada ano o número de pessoas que aderiram às técnicas tradicionais, como tricô e crochê. Um levantamento realizado pelo Craft Yarn Council aponta que um terço das mulheres com idades entre 25 e 35 anos têm tricô ou crochê como seus hobbies. Mesmo entre homens e crianças a técnica tem ganhado cada vez mais adeptos. Desde os anos 1990, o conselho faz um levantamento anual com milhares de artesãos, que todos os anos listam alívio do estresse e realização criativa como os principais benefícios das atividades.

Conheça 6 benefícios dos trabalhos manuais para a sua saúde:

1. Relaxamento

O doutor Herbert Benson, um dos pioneiros no estudo do estresse, afirmou que a ação repetitiva dos trabalhos artesanais pode induzir a um estudo de relaxamento semelhante ao alcançado em meditações e aulas de ioga. Após o aprendizado das técnicas mais avançadas, o tricô e o crochê podem diminuir a frequência cardíaca e a pressão arterial e reduzir os níveis sanguíneos nocivos do cortisol. Mas, ao contrário de meditação, atividades artesanais resultam em produtos tangíveis.

2. Terapia contra a ansiedade

Crochê e tricô são usados por grupos de terapia para auxiliar fumantes a abandonar a abandonar o hábito e pessoas que receberam um diagnóstico difícil de doença. As escolas e prisões com programas de artesanato também relatam que as atividades têm um efeito calmante e melhoram as habilidades sociais. Os projetos artesanais também ajudam as crianças a melhorar suas habilidades em matemática.

3. Ajuda a emagrecer

Estudos apontaram ainda que a prática ajuda a emagrecer. Isto mesmo! Pessoas que comem compulsivamente encontraram no artesanato uma forma de driblar o estresse e, assim, fugir dos lanches e petiscos desnecessários.

4. Dá confiança

Um estudo de 2009 da Universidade de British Columbia reuniu 38 mulheres com anorexia e as ensinou a tricotar. A prática levou a melhoras significativas no quadro: 74% das participantes admitiram que a atividade ajudou a diminuir seus medos e as impediu de fiar ruminando seus problemas.

 

5. Tratamento da depressão

Betsan Corkhill, um coach de bem-estar em Bath, Inglaterra,realizou uma pesquisa para compreender o poder terapêutico do tricô. Entre seus entrevistados, 54% dos que foram clinicamente diagnosticados com depressão disseram que o tricô os fez sentir feliz ou muito feliz. Em um segundo estudo com 60 participantes com dor crônica, Corkhill e seus colegas perceberam que o tricô permitiu aos pacientes redirecionar seu foco, reduzindo a sua percepção da dor. A pesquisa sugere que o cérebro não pode processar tanta coisa ao mesmo tempo, e que atividades como tricô e crochê tornam mais difícil para o cérebro registrar os sinais de dor.

6. Evita o declínio nas funções cerebrais

Para completar a lista de vantagens da prática para a saúde, uma pesquisa sugere que o artesanato pode ajudar a evitar um declínio na função do cérebro com a idade. Em um estudo de 2011, pesquisadores liderados pelo Dr. Yonas Geda E., um psiquiatra na Clínica Mayo, em Rochester, Minn, entrevistou uma amostra aleatória de 1.321 pessoas com idades entre 70 e 89. A maioria dos participantes eram cognitivamente normais. O estudo, publicado no Jornal de Neuropsiquiatria e Neurociências Clínicas, descobriu que aqueles que se envolveram em artesanato como tricô e crochê tiveram a chance reduzida de desenvolver transtorno e perda de memória cognitiva leve.