5 coisas que você não sabe sobre chocolate

Ajuda na memória? Vicia? Causa enxaqueca? Aqui estão cinco fatos surpreendentes sobre chocolate.

Ajuda a memória
Um estudo recente acompanhou um grupo de adultos saudáveis ​​em seus 50 e 60 anos que beberam diariamente uma mistura com baixas e altas doses de flavonóides (um composto químico encontrado no cacau). No final de um período de 3 meses, aqueles que beberam a mistura com as doses mais altas obtiveram um resultado muito melhor nos testes de memória e funções cerebrais. Outro estudo descobriu que beber duas xícaras de chocolate quente por dia pode ajudar a prevenir o mal de Alzheimer em pessoas idosas.

Pode ser comido mesmo com aparência esbranquiçada
Algumas vezes nosso chocolate preferido está um pouco esbranquiçado na superfície e, por não saber exatamente o que é aquilo, preferimos jogá-lo fora. Porém, essa “coisa” esbranquiçada que vemos trata-se uma acumulação de cristais de gordura que podem se formar de acordo com a temperatura de armazenamento e resfriamento do chocolate. Por exemplo, ela pode ser o resultado de um chocolate que ficou no calor da sua bolsa o dia todo e depois foi parar na geladeira.

Não causa acne
Não! Vários estudos ao longo dos últimos 30 anos não conseguiram encontrar uma ligação entre chocolate e acne. Uma pesquisa feita por médicos da Universidade de Medicina da Pensilvânia, nos Estados Unidos, analisou 65 pessoas com acnes que comiam chocolate todos os dias e 65 pessoas sem acnes que comiam mais ou a mesma quantidade de chocolate. No final, as pessoas com acne não mostraram uma piora na pele nem as sem acnes apresentaram pele mais oleosa e propensa a espinhas.

Não vicia!
Não. O chocolate contém uma variedade de compostos que, em grandes quantidades, podem produzir um efeito de bem-estar (e liberar serotonina no cérebro, hormônio do bem-estar) semelhante aos descritos nos efeitos do uso de drogas como o cigarro. Porém, o grande responsável pela nossa paixão e desejo por chocolate são os efeitos sensoriais deliciosos que estão atrelados ao chocolate como os diferentes formatos, o cheiro e a sensação do chocolate derretendo na boca. Prova disso está que ingerir uma cápsula de cacau não vai causar o mesmo efeito que comer um pedaço de chocolate.

Não dá enxaqueca
Chocolate é um culpado comumente citado por pessoas que sofrem com fortes dores de cabeça. Porém, um estudo realizado em parceria pela Universidade de Pittsburgh com a Universidade de Washington, ambas nos Estados Unidos, provou a inocência do doce. Os pesquisadores compararam os efeitos do chocolate em 63 mulheres que sofriam de dores de cabeça crônicas com 63 mulheres que nunca consumiam chocolate e também eram vítimas do mesmo problema. O resultado foi que uma dieta livre de chocolate não melhora nem impede o desencadeamento das dores, que está relacionada ao estilo de vida e a circulação do sangue. Ou seja, todas as mulheres estudadas estavam propensas a ter dores de cabeça da mesma forma, com ou sem chocolate.