Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Presidente da Alesp pediu para Isa Penna relevar apalpada de deputado

Na visão de Carlão Pignatari, eleito novo presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, o plenário não é capaz de caçar Fernando Cury

Por Da Redação 16 mar 2021, 16h59

Eleito com 64 votos dos 95 da casa, na segunda-feira (15), Carlão Pignatari é o novo presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, ele disse em uma entrevista ao Folha de São Paulo, que pediu a deputada Isa Penna que relevasse o toque sem consentimento que recebeu de Fernando Cury. Na visão dele, o plenário não é capaz de cassá-lo.

Em dezembro, Cury foi flagrado por câmeras de segurança apalpando o seio de Isa Penna. A deputada disse que recebeu apoio de Carlão após sofrer o assédio e que  ele foi o primeiro a dizer sentir muito pelo ocorrido naquela noite.

Questionado, Pignatari disse que foi comunicado que Isa recebeu um abraço de Cury que a deixou incomodada e soube por colegas do ocorrido durante a sessão.

A deputada afirmou ter uma boa comunicação com Carlão e que, ao falar com ela, condenou a atitude de Cury. “O Carlão veio se solidarizar comigo na hora que aconteceu. Ele falou: eu vi isso e não compactuo, na frente da deputada Erica Malunguinho “, afirmou Isa.

O Conselho de Ética determinou a Fernando Cury 119 dias de suspensão sem remuneração. É preparado pelo conselho um projeto da resolução do caso, porque o regimento determina que haja o aval de uma maioria simples em votação aberta para que um deputado seja afastado.

Carlão pautará o projeto assim que recebê-lo do conselho, mas não deu uma data precisa. Maria Lúcia Amary, presidente do colegiado, prevê finalizar o projeto nessa ou na próxima semana.

Depois da suspensão de seis meses de Cury, Isa Penna pretende conseguir uma punição do deputado e a cassação, por meio da pressão popular.

O presidente da Assembleia, no entanto, afastou essa possibilidade. Ao ser questionado se era possível alterar as emendas do plenário, Carlão disse que irá questionar a Procuradoria da Casa.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade