CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Isa Penna sobre suspensão leve de Cury: “tapa na cara de toda as mulheres”

O deputado foi acusado de passar a mão no seio da colega em ato registrado em vídeo

Por Da Redação Atualizado em 5 mar 2021, 17h26 - Publicado em 5 mar 2021, 17h18

Foi aprovada a condenação do deputado Fernando Cury, com a suspensão do mandato dele por 119 dias e sem remuneração nesta sexta-feira (5). A decisão foi tomada pelo Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) após a parlamentar Isa Penna acusar Cury por importunação sexual.

Isa repudiou em nota a decisão da Alesp, considerando que o resultado da sessão “foi um tapa na cara de toda as mulheres, mas vai ter volta, no plenário agora ninguém vai me calar”, disse segundo o G1. Em suas redes sociais, a parlamentar dividiu o resultado dos votos com os nomes e as fotos de cada membro do Conselho. “Um absurdo sem tamanho é extremamente vergonhoso! O que era pra ser exemplo de punição, virou vexame histórico”, escreveu.

A necessidade de condenação foi unanime entre os integrantes, porém a divergência se deu no tipo de punição. Wellington Moura (Republicanos), Adalberto Freitas (PSL), Delegado Olim (PP), Alex de Madureira (PSD) e Estevam Galvão (DEM) foram na contramão da proposta mais concisa do relator do caso, o deputado Emídio de Souza, de seis meses de afastamento. Por isso, como maioria, venceu a proposta de quatro meses.

Após suas falas e resultado divulgado, os cinco deputados saíram da sessão virtual, impossibilitando um diálogo com os demais integrantes. “Lamentável a retirada dos deputados, em uma postura de total desrespeito a mim, como deputada e como mulher. Vou rever meu posicionamento na Comissão de Ética porque não admito o desrespeito a que acabamos de assistir. Eu ouvi todos até o fim durante meses e, no momento em que tínhamos a oportunidade de responder à sociedade que está lá fora como se deve comportar uma comissão de ética, faltaram com respeito”, comentou Maria Lúcia Amary (PSDB), presidente do comitê.

View this post on Instagram

A post shared by Deputada Isa Penna (@isapenna)

Para que a decisão do Conselho de Ética seja efetivamente aceita, a maioria dos deputados deve ratificar a condenação de Fernando Cury em votação aberta na Assembleia Legislativa.

A votação pode ocorrer até 15 de março, quando será eleito um novo presidente da Casa e também uma nova composição das comissões.

Continua após a publicidade

Publicidade