Zibia Gasparetto morre aos 92 anos em São Paulo

Escritora espiritualista lutava desde o início do ano contra um câncer de pâncreas

 Zibia Gasparetto morreu nesta quarta-feira (10), aos 92 anos, em sua casa no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Ela era escritora de livros de temática espírita e vendeu mais de 18 milhões de exemplares. A informação foi compartilhada pela editora Vida & Consciência em seu site e página no Facebook. A editora foi fundada por Zibia em 1989 com seus filhos Luiz Antonio e Silvana Gasparetto.

Zíbia lutava desde o início do ano contra um câncer no pâncreas. Ela morreu dormindo. O corpo será velado a partir das 10h desta quinta-feira (11), no Cemitério de Congonhas.

“Hoje, o astral recebe com amor uma de suas representantes na Terra”, diz a mensagem publicada no site da editora. “Zibia Gasparetto, 92 anos, completou hoje sua missão entre nós e parte para uma nova etapa ao lado de seus guias espirituais, deixando uma legião de fãs, amigos e familiares, que foram tocadas por sua graça, delicadeza e por suas palavras sábias.”

Em maio, a escritora perdeu o filho, Luiz Antonio, que estava com câncer de pulmão. Luiz era médium e escritor como a mãe, além de apresentador de televisão – comandou o programa Encontro Marcado, na RedeTV!, entre 2005 e 2008.

Zibia publicou 58 obras e vendeu mais de 18 milhões de exemplares de títulos como O Matuto e Laços Eternos. Nascida em Campinas, interior de São Paulo, Zibia afirmava ter desenvolvido a mediunidade aos 22 anos. Dez anos depois, lançou o seu primeiro livro, O Amor Venceu, psicografado do espírito Lucius.