Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Youtuber morre aos 35 anos em acidente com patinete elétrico

Emily Hartridge fazia sucesso com seus vídeos sobre vida saudável e exercícios físicos

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 15h46 - Publicado em 14 jul 2019, 12h42

Emily Hartridge, youtuber e apresentadora da TV britânica, morreu aos 35 anos em um acidente com um patinete elétrico, segundo relatado pela imprensa local.

A estrela do YouTube era famosa por seus vídeos sobre exercícios físicos e vida saudável. Ela foi um dos primeiros destaques da mídia social, tornando-se famosa há sete anos por seus vídeos “Dez razões pelas quais …”, que traziam uma visão cômica da vida moderna. Depois de ganhar 3 milhões de visualizações por mês, ela começou a apresentar programas de TV e entrevistou atores incluindo Eddie Redmayne e Hugh Jackman.

Segundo portais britânicos, como o The Guardian e Independent, ela foi a primeira vítima fatal de uma ocorrência envolvendo esse tipo de veículo na Inglaterra. O patinete elétrico dela colidiu com um caminhão em Londres. O anúncio sobre sua morte foi feito no Instagram da artista:

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

A post shared by Emily Hartridge (@emilyhartridge) on

“Olá a todos. Isso é algo terrível de ser dito pelo Instagram, mas sabemos que muitos de vocês esperavam ver a Emily hoje e essa é a única maneira de comunicar vocês todos. Emily esteve envolvida em um acidente ontem e faleceu. Nós todos a amávamos muito e ela nunca será esquecida. Ela tocou tantas vidas e é difícil imaginar as coisas sem ela. Ela era uma pessoa muito especial“, diz o comunicado.

A polícia investigou a cena do acidente na rotatória Queen’s Circus, que foi redesenhada em 2015 para manter os ciclistas separados do tráfego de carros. O novo layout foi criticado por ser confuso e, no ano passado, um ciclista morreu ao ser atropelado por um caminhão.

Continua após a publicidade

No Reino Unido, é ilegal circular de patinete elétrico em vias púbicas, sendo apenas permitido em espaços privados. No entanto, o aumento do uso em cidades da Europa e dos EUA, e o número crescente do veículo vendido no Reino Unido, levaram o governo a rever a lei.

O debate sobre o uso do patinete elétrico se tornou pauta em países do mundo todo, inclusive no Brasil. Por aqui, o modelo ainda não está regulamentado na maioria das cidades.

Leia mais: Atriz diz que escondeu câncer de Aguinaldo Silva para atuar em novela
+ App que envelhece o rosto vira febre; saiba como usar

Publicidade