Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Seriam os Simpsons mais precisos do que Nostradamus?

A série animada e fenômeno há décadas acertou várias previsões, da pandemia aos conflitos hoje nos Estados Unidos

Por Ana Claudia Paixão - Atualizado em 3 jun 2020, 12h31 - Publicado em 2 jun 2020, 11h07

A série de animação Os Simpsons está no ar há impressionantes 31 anos sem nenhum sinal de envelhecimento ou cansaço. Líder de audiência em todos os países onde é exibida, inclusive no Brasil, ela foi criada por Matt Groening para a Fox (hoje Disney) e tem por característica clássica o humor ácido e as críticas sociais e culturais certeiras. Os Simpsons usa por base uma família típica americana para satirizar o estilo de vida da classe média americana, mas, frequentemente, endereça as condições humanas que ganham identificação em todo o mundo.

Com três décadas de sucesso, uma das ‘piadas’ e detalhes que os fãs amam é justamente como a série, como um Nostradamus (médico francês da Renascença que ficou famoso por sua suposta capacidade de vidência) atualizado, prevê vários fatos antes mesmo que aconteçam.

Dessa vez a Internet foi à loucura, com mais de 100 mil menções no Twitter sobre o momento crítico que os Estados Unidos vive desde o assassinato de George Floyd, vítima da violência policial no Minneapolis.

Em episódios exibidos nos Simpsons, foram destacados os protestos em massa, o incêndio de uma delegacia de polícia e o desligamento das luzes da Casa Branca. Imagens muito parecidas com as que vimos nos últimos dias, incluindo o apagão na Casa Branca, no domingo (31), em meio à onda nacional de protestos. As luzes externas foram apagadas pela primeira vez na História e o presidente americano chegou a ser levado para a área de proteção em caso emergências como ataques terroristas. Trump ficou recluso por algumas horas. O que o episódio não acertou foi que – na série – o presidente americano aparece morto em uma caixão.

Reprodução/Twitter

No Twitter, a especulação cresceu com as comparações das imagens.

 

As outras vezes que Os Simpsons acertaram

Há listas com mais de 20 momentos em que Os Simpsons previram acontecimentos décadas antes que viessem a ser realidade. Mais recentemente, dois têm sido muito comentados.

 

A eleição de Donald Trump

Em 2000, no episódio em que Bart Simpson viaja no tempo, Lisa Simpson é eleita Presidente dos Estados Unidos logo após de Donald Trump, que teria arruinado a economia do país. Trump foi eleito presidente em 2016.

Reprodução/Fox

A pandemia do novo Coronavírus

Em um episódio de 1993, em uma fábrica japonesa, um funcionário acidentalmente espalha a gripe de Osaka, ultra contagiosa, que inicia uma série de eventos e pânico. O roteirista Bill Oakley se assustou de ter acertado com imagens que ficaram muito parecidas com o que estamos vendo em 2020.

Reprodução/Fox

A imagem que não foi exibida em episódio e confundiu os fãs

Parte do que circulou pelas redes sociais – a imagem de um homem negro sufocado por um policial branco – e que teria sido prevista em uma suposta cena da série é, na verdade, uma ilustração do italiano Alexsandro Palombo feita em 2014 para criticar a violência policial e o racismo. Palombo usou Bart, Marge e Homer negros para abordar os temas.

View this post on Instagram

George Floyd "I Can't Breathe" Stop Racism by aleXsandro Palombo – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –  #GeorgeFloyd #icantbreathe #Racism #blacklivesmatter #equalityforall #Racismo  #justiceforgeorgefloyd #LosSimpsons #TheSimpsons #HomerSimpson #fineart #HomerSimpson #streeart #Humanrights #Humanrightscampaign #popart #modernart #contemporaryart #injustice #police #policebrutality #breakingnews#minnesota #minneapolis #ArtCollector #nojusticenopeace #Humanrightscampaign  #equality #ArtGallery #racialjustice

A post shared by aleXsandro Palombo (@alexsandropalombo) on

Continua após a publicidade
Publicidade