Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Seriam os Simpsons mais precisos do que Nostradamus?

A série animada e fenômeno há décadas acertou várias previsões, da pandemia aos conflitos hoje nos Estados Unidos

Por Ana Claudia Paixão - Atualizado em 3 jun 2020, 12h31 - Publicado em 2 jun 2020, 11h07

A série de animação Os Simpsons está no ar há impressionantes 31 anos sem nenhum sinal de envelhecimento ou cansaço. Líder de audiência em todos os países onde é exibida, inclusive no Brasil, ela foi criada por Matt Groening para a Fox (hoje Disney) e tem por característica clássica o humor ácido e as críticas sociais e culturais certeiras. Os Simpsons usa por base uma família típica americana para satirizar o estilo de vida da classe média americana, mas, frequentemente, endereça as condições humanas que ganham identificação em todo o mundo.

Com três décadas de sucesso, uma das ‘piadas’ e detalhes que os fãs amam é justamente como a série, como um Nostradamus (médico francês da Renascença que ficou famoso por sua suposta capacidade de vidência) atualizado, prevê vários fatos antes mesmo que aconteçam.

Dessa vez a Internet foi à loucura, com mais de 100 mil menções no Twitter sobre o momento crítico que os Estados Unidos vive desde o assassinato de George Floyd, vítima da violência policial no Minneapolis.

Em episódios exibidos nos Simpsons, foram destacados os protestos em massa, o incêndio de uma delegacia de polícia e o desligamento das luzes da Casa Branca. Imagens muito parecidas com as que vimos nos últimos dias, incluindo o apagão na Casa Branca, no domingo (31), em meio à onda nacional de protestos. As luzes externas foram apagadas pela primeira vez na História e o presidente americano chegou a ser levado para a área de proteção em caso emergências como ataques terroristas. Trump ficou recluso por algumas horas. O que o episódio não acertou foi que – na série – o presidente americano aparece morto em uma caixão.

Reprodução/Twitter

No Twitter, a especulação cresceu com as comparações das imagens.

Continua após a publicidade

 

As outras vezes que Os Simpsons acertaram

Há listas com mais de 20 momentos em que Os Simpsons previram acontecimentos décadas antes que viessem a ser realidade. Mais recentemente, dois têm sido muito comentados.

 

A eleição de Donald Trump

Continua após a publicidade

Em 2000, no episódio em que Bart Simpson viaja no tempo, Lisa Simpson é eleita Presidente dos Estados Unidos logo após de Donald Trump, que teria arruinado a economia do país. Trump foi eleito presidente em 2016.

Reprodução/Fox

A pandemia do novo Coronavírus

Em um episódio de 1993, em uma fábrica japonesa, um funcionário acidentalmente espalha a gripe de Osaka, ultra contagiosa, que inicia uma série de eventos e pânico. O roteirista Bill Oakley se assustou de ter acertado com imagens que ficaram muito parecidas com o que estamos vendo em 2020.

Reprodução/Fox

A imagem que não foi exibida em episódio e confundiu os fãs

Parte do que circulou pelas redes sociais – a imagem de um homem negro sufocado por um policial branco – e que teria sido prevista em uma suposta cena da série é, na verdade, uma ilustração do italiano Alexsandro Palombo feita em 2014 para criticar a violência policial e o racismo. Palombo usou Bart, Marge e Homer negros para abordar os temas.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

George Floyd "I Can't Breathe" Stop Racism by aleXsandro Palombo – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –  #GeorgeFloyd #icantbreathe #Racism #blacklivesmatter #equalityforall #Racismo  #justiceforgeorgefloyd #LosSimpsons #TheSimpsons #HomerSimpson #fineart #HomerSimpson #streeart #Humanrights #Humanrightscampaign #popart #modernart #contemporaryart #injustice #police #policebrutality #breakingnews#minnesota #minneapolis #ArtCollector #nojusticenopeace #Humanrightscampaign  #equality #ArtGallery #racialjustice

A post shared by aleXsandro Palombo (@alexsandropalombo) on

Publicidade