Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Traje de Serena Williams inspirado em Pantera Negra é vetado em Roland Garros

Peça foi escolhida pela atleta para inspirar mães com dificuldades no pós-parto. Torneio considerou que ela "faltou com respeito"

Por Da Redação - Atualizado em 26 ago 2018, 16h14 - Publicado em 26 ago 2018, 16h13

O macacão preto usado por Serena Williams durante a disputa do primeiro Major depois de dar à luz, em setembro de 2017, incomodou a organização de Roland Garros. O dirigente da competição, Bernard Giudicelli, afirmou que a peça está proibida de ser usada novamente em Paris e que ela “faltou com respeito”.

“Se eu consigo, vocês também conseguem”, escreveu a ex-número 1 em mensagem no Twitter.

Continua após a publicidade

A peça (acima) intitulada “roupa de Wakanda” pela própria atleta, em referência ao filme Pantera Negra, foi utilizada para inspirar mães que tiveram dificuldades depois do parto.

Ela brincou que estava feliz por mostrar o corpo feminino após gerar um bebê e dedicou às mulheres que tentam retomar a vida e a carreira depois da maternidade. “Este macacão representa todas as mães que andam por aí e que continuam sendo ferozes”, disse em entrevista ao Tennis Channel na época.

Além do simbolismo, o traje também foi desenvolvido para ajudá-la após as complicações do puerpério com uma tecnologia que estimula a circulação e evita a formação de coágulos.

No sábado (26), em postagem no Instagram, a Nike, patrocinadora de Serena, rebateu as novas regras do Grand Slam francês. Com uma foto da atleta, afinetou: “Você até pode tirar o traje de um super-herói, mas não pode tirar seu superpoder”.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

You can take the superhero out of her costume, but you can never take away her superpowers. #justdoit

A post shared by Nike (@nike) on

Continua após a publicidade

A partir de agora, os uniformes serão submetidos à inspeção do torneio.

Publicidade